Ucrânia transforma-se na Líbia - Noticia Final

Ultimas Notícias

Acompanhe o Noticia final nas Redes Sociais

test banner

Post Top Ad

Responsive Ads Here

Post Top Ad

Responsive Ads Here

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

Ucrânia transforma-se na Líbia

As conversas de que o derramamento de sangue pode ser terminado e que o diálogo político pode ser continuado não são senão tentativas de apresentar os desejos pela realidade.

A Ucrânia oscila agora entra a transformação numa Líbia europeia e a transformação numa nova Iugoslávia. Infelizmente, o cenário líbio parece por enquanto mais provável.

O Ministério das Relações Exteriores da Rússia caraterizou a situação na Ucrânia como tentativa de golpe de Estado. Nestas condições, qualquer poder, que pretende conservar no mínimo sua vida e, no máximo, seu país, não negocia com golpistas, ordenando atirar contra eles.

Yanukovich, presidente do fracassado “projeto da Ucrânia”, fraco e levado à parede, tentando resolver pacificamente o conflito, faz o jogo de extremistas e neonazistas que, cumprindo a tarefa dos seus patrocinadores ocidentais, envidam esforços para tomar o poder em todo o território do país. Qualquer trégua será utilizada para intensificar a pressão política na Kiev oficial e para tomar o poder nas regiões ucranianas.

Na situação atual deslumbram-se, contudo, dois aspectos positivos. O Departamento de Estado americano expressa ativamente preocupação devido à impossibilidade de contatar as estruturas de força da Ucrânia. Cada declaração do Departamento emana raiva por ser impossível comandar os órgãos fortes ucranianos. Alem disso, diplomatas americanos mostram-se seriamente preocupados com mudanças de quadros nas estruturas de força, o que significa que há hipóteses de estas serem dirigidas em breve por verdadeiros patriotas e não por traidores de interesses nacionais.

O segundo aspecto positivo consiste em que grupos de resistência começam a operar ativamente no sudeste da Ucrânia. Quando ativistas de Carcóvia, Odessa e Dnepropetrovsk mostram aos partidários forasteiros da nazificação da Ucrânia que eles também podem e sabem usar a força, torna-se claro que na Ucrânia ainda há forças razoáveis com que é necessário trabalhar para proteger a população pacífica.

A Ucrânia está mergulhando no abismo da guerra civil. É necessário arrancar o mais depressa possível das garras de golpistas pelo menos as regiões do Sul e do Leste do país. Mais tarde, será possível pensar em como fazer com que os americanos desaprendam a patrocinar revoltas armadas.

Voz da Rússia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Responsive Ads Here