terça-feira, 29 de dezembro de 2015

Buk-M3: Nova bateria antiaérea de médio alcance russa terá "míssil mortal"

O tenente-general Aleksandr Leonov, comandante das Forças de Defesa Aérea do Exército Russo, disse que a Rússia desenvolveu um novo míssil que integrará o sistema de defesa anti-aérea de médio alcance do Exército Russo. O novo míssil já é conhecido pela nomenclatura "Buk-M3".

"O complexo balístico é mais produtivo agora, uma vez que que não conta com 4, mas sim 6 mísseis mais compactos, rápidos e precisos, capazes de alcançar alvos localizados a maior distância", assegurou Leonov.

O sistema de mísseis Buk-M3 "será capaz de destruir alvos aéreos e com maior eficácia", disse o oficial.

Os mísseis serão testados antes do findar do ano de 2015 e já em 2016 entrarão em serviço para dar continuidade na precisão e solidez de seu antecessor, o Buk-M2.

O sistema 9K317M "Buk-M3" (9K37M3), segundo os projetistas, não terá análogos em sua classe.

Os trabalhos de desenvolvimento do Buk-M3 começaram efetivamente em 2007. O complexo foi desenvolvido as bases do sistema Buk-M2.

O Buk-M3 é montados em um chassis GM-5959 da companhia russa OAO "Mytishchinskiy mashinostroitelnyy zavod". Esse chassis utiliza um câmbio hidromecânico de 3ª geração, o qual tem controle eletrônico.

O radar do Buk-M3 terá 36 canais direcionais. O mesmo poderá detectar mísseis de cruzeiro voando a baixa altitude a uma distância de 40 km. O sistema de aquisição de alvos pode abater alvos que voam a uma velocidade de 3 km/s a uma distância de 2,7 km e 70 km e em alturas que variam de 15m a 35 km.

O sistema pode utilizar os mísseis 3M9, 9M38M1, 9M317 e 9M317ME, projetados pela Almaz-Antey e produzidos pela OJSC Dolgoprudnenskoye Scientific Production Plant (DNPP, por sua sigla em russo transliterado).

O Informante

Nenhum comentário :

Postar um comentário