terça-feira, 31 de outubro de 2017

Rússia 'descongela' projeto de avião de transporte médio Il-276

O exército russo planeja comprar aviões de transporte militares de médio porte, reabrindo, assim, portas para o desenvolvimento do projeto antes suspenso devido ao abandono da cooperação pela parte indiana em 2015. O avião foi rebatizado; agora se chama Il-276.
Maquete do avião militar de transporte da classe média MTA, atualmente conhecido como Il-276


O avião será capaz de transferir cerca de 20 toneladas de carga útil, ou seja, terá capacidade de alojar até 100 soldados ou transportar vários veículos bélicos a distâncias de até cinco ou seis mil quilômetros. Além do mais, pistas de pouso e decolagem não são necessárias.

A base do projeto foi concretizada no fim da década de 2000, quando a Rússia e a Índia decidiram criar um novo avião de transporte. Contudo, em 2015, a Índia resolveu abandonar o projeto, recorda a edição russa Izvestiya.

Mesmo assim, a empresa produtora Ilyushin decidiu continuar avançando no projeto à espera da decisão do Ministério de Defesa russo, o que veio a frutificar: as Forças Armadas russas começaram a negociar com a fabricante quanto aos prazos do programa e a possibilidade de produzir ao menos 55 aviões.

Esses novos aviões substituirão os veteranos An-12, An-72 e An-32, todos de fabricação soviética.

Atualmente, a Rússia não possui avião de transporte médio, por isso recorre a aviões de transporte grande Il-76, inclusive para voos a distâncias curtas.

O Il-276 solucionará este problema.
De acordo com o especialista militar Anton Lavrov, entrevistado pelo jornal russo, além das metas de transporte, o novo avião servirá também como modelo para criação de aviões auxiliares, como radares voadores, aviões de guerra radioeletrônica, de reconhecimento e até mesmo para modelo aéreo de passageiros para delegações militares.
Por sua vez, outro especialista militar russo, especializado em armamento, Andrei Frolov, comunicou que a demanda para o novo avião pode ser muito alta, apesar da concorrência forte neste setor.
"Os parceiros tradicionais da Rússia [no campo militar] poderiam se interessar pelo novo avião. Contudo, o Il-276 enfrentará concorrência forte [no mercado internacional], já que aviões de transporte deste tipo são fabricados pelo Brasil e pela China", opinou ele.
De qualquer forma, a Rússia precisa de seu próprio avião dessa classe para não depender de fornecedores externos, já que o destino comercial do Il-276 possui um significado secundário.

Nenhum comentário :

Postar um comentário