terça-feira, 27 de fevereiro de 2018

Para que precisa Iraque dos sistemas antiaéreos S-400 russos?

O chefe do Comitê de Defesa e Segurança do Parlamento iraquiano, Hakim al-Zamili, declarou em entrevista ao diário Al-Ghad Press, que o governo está interessado em comprar o sistema russo S-400 para proteção do país contra ameaças aéreas.
Sistema de defesa antiaérea S-400 Triumph em Sevastopol


O chefe do Centro Iraquiano de Segurança e Estratégia, Muataz Mahi Abdel Hamid, disse à Sputnik Árabeque "é vantajoso para o Iraque diversificar as fontes de armamento. É necessário voltar às armas russas que foram usadas ativamente pelo exército iraquiano até 2003. As autoridades iraquianas percebem que é preciso enveredar pela estratégia militar oriental [e parceiros orientais]. A estratégia militar ocidental, que começou a ser realizada após 2003, mostrou a sua ineficiência. Todos se convenceram de que não garantiu a direção necessária das ações militares".
"Contudo, uma série de Estados regionais estão contra o fato de o Iraque ser plataforma para um possível ataque contra Israel ou outros países vizinhos. Alguns países do golfo Pérsico preferem que o Iraque esteja nas mãos dos EUA", notou.
Os EUA não querem que o Iraque compre os sistemas de mísseis antiaéreos S-400. Eles insistem que, até à retirada das tropas norte-americanas, os fornecimentos de armas ao Iraque devem ser acordados entre Bagdá e Washington.
O especialista não acha que um acordo sobre a compra dos sistemas russos S-400 seja assinado no futuro próximo, pois existem vários obstáculos. Para ele, o Iraque continua sendo um país fraco na esfera dos armamentos militares, como provou a guerra antiterrorista, durante a qual os radicais ocuparam um terço do território iraquiano.

Nenhum comentário :

Postar um comentário