segunda-feira, 27 de agosto de 2018

As forças armadas russas de prontidão total para cobrir ofensiva final da Síria com uma enorme armada naval e mísseis hipersônicos

Uma poderosa armada naval russa liderada por um cruzador da classe Slava se reuniu no Mediterrâneo Oriental, enquanto os MiGs com armas hipersônicas estão no ar sobre o Cáspio. Ao que tudo indica, parece que uma ofensiva síria contra o Idlib Jihadistan é uma aposta e a Rússia está certificando-se de que não haverá interferência

Parece que estamos vendo os últimos preparativos para a ofensiva síria em Idlib.


Algumas coisas notáveis:

1. vários navios russos no Mediterrâneo na costa da Síria, com muitas dezenas de mísseis de cruzeiro Kalibr e centenas de mísseis anti-aéreos Tor entre eles:

Now in Med Sea:
CG Marshal Ustinov
DDG Severomorsk
DDG Yaroslav Mudryy
FFG Admiral Grigorovich
FFG Admiral Essen
FFL Pytlivyy
FSG Vyshniy Volochek
FSG Grad Sviyazhsk
FSG Velikiy Ustyug
LST Orsk
LST Nikolay Fil'chenkov
MS Turbinist
MS Valentin Pikul
SS Kolpino
SS Velikiy Novgorod


Também alguns relatos de caças Mig-31 patrulhando o Cáspio com os  novos  mísseis Kinzhal:

/n AirForce MiG-31s armed with the new 'khinzhal' nuclear-capable air-launched ballistic missile (range=+2000km/speed= mach 10) r permanently flying sorties above the Caspian Sea, ready to strike enemy targets in & around http://www.militarynews.ru/story.asp?rid=1&nid=488951 

(via H.Kristensen)

Esta supostamente representa a maior concentração de recursos navais russos no teatro sírio desde o início da guerra.

2.  Enquanto isso :

Os EUA e seus aliados estão preparando novos ataques aéreos contra a Síria, disse o Ministério da Defesa da Rússia, acrescentando que os militantes estão prontos para realizar um ataque com armas químicas para enquadrar Damasco e fornecer um pretexto para os ataques.
O ataque seria usado como pretexto para ataques aéreos realizados pelos EUA, Reino Unido e França contra alvos sírios, informou o porta-voz do Ministério da Defesa da Rússia, general Igor Konashenkov. O USS 'The Sullivans', um destróier de mísseis guiados da classe Arleigh Burke, já esta no Golfo Pérsico há alguns dias, acrescentou.
Esta não é a primeira vez que um aviso russo de um ataque com armas químicas foi precedido por um ataque real, então uma provocação parece bastante realista. Especialmente com John Bolton, a  incentivá-los .

Nenhum comentário :

Postar um comentário