sábado, 25 de agosto de 2018

China vai "resolutamente responder" aos EUA - Pequim na guerra comercial com Trump

Se Washington continuar implementando “medidas não razoáveis” contra a China, Pequim reagirá e responderá “resolutamente”, disse seu ministro das Finanças em meio a uma crescente guerra comercial entre as duas potências.
China vai "resolutamente responder" aos EUA - Pequim na guerra comercial com Trump


"A China não deseja entrar em uma guerra comercial, mas responderemos resolutamente às medidas irracionais tomadas pelos Estados Unidos", disse Liu Kun à Reuters na sexta-feira. Ele observou que se Washington “persistir com essas medidas”, então Pequim “tomará medidas correspondentes” para proteger seus interesses. 

A declaração do alto funcionário de Pequim seguiu as negociações contenciosas entre os EUA e a China, que foram realizadas esta semana e terminaram inconclusivamente. Ambos os lados mais tarde divulgaram observações, apenas observando uma "troca de pontos de vista" sobre questões de guerra comercial.

Na sexta-feira, uma pessoa familiarizada com as discussões disse a Bloomberg que as autoridades de ambos os países não agendaram mais nenhuma conversa. A delegação chinesa "levantou a possibilidade" de que nenhuma outra negociação possa ocorrer até depois das eleições dos EUA, que ocorrerão em 6 de novembro, acrescentou a fonte. 

Os EUA e a China recentemente cobraram bilhões de dólares em tarifas de retaliação, enquanto a rivalidade entre as duas potências dispara.

A guerra comercial será "extremamente prejudicial" para as empresas americanas e para as pessoas comuns, de acordo com Arvin Vohra, um candidato presidencial em 2020 para o Partido Libertário dos EUA. “Já vimos que é prejudicial porque agora as empresas têm que gastar mais dinheiro em coisas como o aço, em vez de gastar dinheiro e recursos em inovação, mão-de-obra qualificada, computadores melhores, etc. Isso é um enorme ralo na inovação americana, no mercado americano e na economia ” , disse ele à RT.

rt

Nenhum comentário :

Postar um comentário