quinta-feira, 23 de agosto de 2018

'Passo muito inteligente de Putin': como avaliam nos EUA venda russa de títulos do Tesouro

Durante abril e maio, a Rússia reduziu a quantidade de títulos do Tesouro dos EUA em quatro quintos e adquiriu mais ouro, levando a pensar que russos estão se desfazendo dos ativos estadunidenses para se protegerem do risco crescente das rígidas sanções, opina Elizabeth Burden, colunista da agência americana Bloomberg.
O presidente russo, Vladimir Putin, no Fórum Internacional Técnico-Militar EXÉRCITO 2018


"Putin deu um passo muito inteligente", cita a jornalista para Jim Rickards, autor e editor da edição Strategic Intelligence (Inteligência Estratégica).

"Rússia se encontra em estado de guerra financeira. Abre a mão da moeda americana e compra ouro. Isso protege o país do congelamento de seus ativos em dólares e das sanções", assinala Jim Rickards.

Entretanto, a pressão sobre a Rússia continua aumentando, porque os EUA estão intensificando as sanções, observa Elizabeth Burden. Além disso, o chefe da diplomacia britânica, Jeremy Hunt, chamou a União Europeia para seguir o exemplo dos EUA.
"Os americanos estão usando o dólar como arma. E é absolutamente correto que a Rússia queira diversificar suas tendências de divisas estrangeiras", comenta também John Meyer, sócio da empresa de investimentos SP Angel em Londres.
"O ouro é o melhor investimento líquido se não quiser ser refém do dólar", sublinha o especialista.
Segundo a agência, que cita dados do Fundo Monetário Internacional, a Rússia agregou 26,1 toneladas de ouro às suas reservas em julho, totalizando, assim, 2.170 toneladas. De acordo com o site do Banco Central de Rússia, as reservas de ouro do país são estimadas em 77,411 milhões de dólares para 1º de agosto de 2018.

Nenhum comentário :

Postar um comentário