segunda-feira, 26 de novembro de 2018

FSB escolta navios ucranianos apreendidos no Mar Negro por violação de fronteiras em Kerch[Vídeo]

SIMFEROPOL (Sputnik) - Três navios ucranianos foram apreendidos no Mar Negro por cruzar ilegalmente a fronteira russa serão escoltados até o porto de Kerch, informou Anton Lozovoy, porta-voz da Diretoria de Fronteiras do Serviço Federal de Segurança da Rússia (FSB) para a Crimeia. na segunda-feira.
Navios navais ucranianos violando a fronteira marítima russa, Foto: Serviço de Imprensa da Crimeia FSB


"Todos os três navios foram apreendidos. Eles estão sendo escoltados para o porto de Kerch", disse Lozovoy a repórteres. De acordo com o porta-voz do FSB, um processo criminal foi iniciado sob o artigo 322.3 do Código Penal russo (passagem ilegal da fronteira do estado). Três soldados ucranianos levemente feridos receberam assistência médica, acrescentou Lozovoy.

Anteriormente, o FSB informou que três navios da Marinha Ucraniana - Berdyansk, Nikopol e Yany Kapu - foram apreendidos depois de violar a fronteira do Estado russo. Os barcos ucranianos não reagiram às exigências legais dos navios que os acompanhavam e fizeram manobras perigosas, observou o FSB.

O vice-presidente do Comitê de Assuntos Estrangeiros da câmara alta do parlamento russo, Vladimir Dzhabarov, disse a Sputnik que o presidente ucraniano, Petro Poroshenko, poderia ter orquestrado a provocação em uma tentativa de aumentar seus índices de aprovação antes da próxima eleição presidencial.

"Tudo isso foi orquestrado por Poroshenko, que está ficando para trás nas eleições [presidenciais]. Seu objetivo é apresentar o estado de emergência na Ucrânia para cancelar as eleições ou estabelecer todos os ucranianos contra a Rússia, a fim de tentar melhorar seu índice de aprovação com a ajuda de uma nova onda de sentimentos anti-russos ", disse Dzhabarov.

A Ucrânia deve realizar uma eleição presidencial em 31 de março de 2019, enquanto as eleições parlamentares estão marcadas para outubro de 2019.

No início do dia, Poroshenko defendeu a imposição da lei marcial na Ucrânia, dizendo que "a decisão não prevê a mobilização imediata, mas o treinamento da reserva primária será conduzido".

Enquanto isso, a Rússia solicitou uma reunião urgente de membros do Conselho de Segurança da ONU às 11h da manhã de segunda-feira (16h00 de Brasília) para discutir a situação no Estreito de Kerch.

sputniknews

Rússia apreendeu três navios da marinha ucraniana que violaram as águas territoriais

No vídeo aparece os russos forçando o rebocador Ucraniano que não obedecia as ordens.

Nenhum comentário :

Postar um comentário