terça-feira, 27 de novembro de 2018

O WALL STREET JOURNAL RECONHECE O SUCESSO DA RÚSSIA NA REDUÇÃO DA DEPENDÊNCIA DO DÓLAR.

Sabemos que vivemos em tempos interessantes, quando até a imprensa capitalista mainstream, a Atlanticista, tem que reconhecer que as tentativas dos EUA de “alienar” a Rússia resultaram mais em alienar os EUA do mundo. A Rússia uniu-se ao crescente número de países que lutam contra a hegemonia da moeda norte-americana, fazendo seu primeiro progresso nessa direção, escreveu o The Wall Street Journal.



Como o jornal observa, houve um declínio na participação de depósitos de pessoas físicas e jurídicas em moeda estrangeira nos bancos russos – caindo para 26% em setembro deste ano. Além disso, a participação das receitas de exportação em dólares no segundo trimestre diminuiu para 68% em comparação com 80% em 2013.

O rápido crescimento do comércio entre a Rússia e a China também mostra um declínio na dependência do dólar, escreveu o jornal. As negociações bilaterais sobre o rublo e o yuan nos últimos quatro anos aumentaram quase quatro vezes.

O artigo enfatiza que vários países estão aderindo a uma estratégia semelhante. Em particular, as autoridades da UE estão tentando encontrar maneiras de expandir o papel do euro e estão discutindo abertamente a possibilidade de criar um novo sistema de comércio independente a partir dos Estados Unidos. Países como Irã, Turquia, Venezuela e Paquistão também estão lutando para reduzir a dependência do dólar.

Falando na 18ª sessão do Conselho dos Ministros dos Negócios Estrangeiros do D-8 (organização de cooperação para o desenvolvimento, incluindo Bangladesh, Egito, Nigéria, Indonésia, Irã, Malásia, Paquistão e Turquia) em Antalya no início deste mês, o Ministro das Relações Exteriores turco Mevlut Cavusoglu anunciou Ankara procura usar as moedas nacionais no comércio com a Rússia, China e Irã.

“A Turquia está se preparando para negociar em moedas locais com países como China, Rússia, Irã e Ucrânia. Também estamos continuando as negociações com outros países ”, disse ele.

Cavusoglu também disse que é possível implementar esse plano com seus parceiros D-8.

“É possível fazer isso dentro do D-8, então propomos a formação de uma câmara de compensação dentro do D-8”, disse ele.

Esta não é a primeira vez que um alto funcionário turco sugere o uso de moedas nacionais no comércio com seus parceiros. Por exemplo, o presidente do país, Recep Tayyip Erdogan, apelou repetidamente para parar o monopólio do dólar e usar moedas locais e nacionais.

Segundo Erdogan, Ancara pode passar a pagamentos em moeda nacional no comércio com seus principais parceiros comerciais – China, Rússia, Irã e Ucrânia.

Autor: Paul Antonopoulos
Traduzido para publicação em dinamicaglobal.wordpress.com

Fonte: Fort-Russ.com

Nenhum comentário :

Postar um comentário