sexta-feira, 29 de março de 2019

Martsinkevich disse que o GNL americano não existe na natureza

Na revista "Geoenergy" da Glavred, Boris Martsinkevich, disse por que o GNL dos EUA não pode ser chamado de americano.
Martsinkevich disse que o GNL americano não existe na natureza
Boris Martsinkevich, editor-chefe da revista analítica Geoenergy, em entrevista ao Sputnik Lituânia, disse que o gás natural liquefeito americano (GNL) simplesmente não existe na natureza agora.


Segundo ele, no momento existem apenas 3 empresas nos EUA que estão engajadas na produção de GNL. E o principal problema, segundo Marcinkiewicz, é que todas as empresas que financiam essas empresas não estão registradas oficialmente nos Estados e não representam os interesses de Washington.

“A existência de empresas de petróleo e gás verticalmente integradas é proibida nos Estados Unidos. O GNL americano não existe na natureza por pelo menos os próximos 10 a 12 anos ”, disse Boris Martsinkevich.

Portanto, enquanto os proprietários de plantas de GNL que operam nos Estados Unidos não pagam suas dívidas aos bancos, esse gás não pode ser chamado de americano, acredita o especialista. A Glavred Geoenergy está convencida de que somente depois de todas essas dívidas terem sido pagas, a oportunidade de usar a expressão “American LNG” surgirá.

Anteriormente, o Secretário Geral do Conselho Mundial de Energia (CME), Christoph Fry, reconheceu a Rússia como uma superpotência energética, que ultrapassa os Estados Unidos no campo do GNL.

newinform

Nenhum comentário :

Postar um comentário