sexta-feira, 17 de maio de 2019

Conselho da Europa votou pelo retorno da delegação russa ao PACE

O documento foi adotado por esmagadora maioria. De acordo com o texto do documento, todos os estados membros do Conselho da Europa devem ter o direito de participar nos trabalhos do PACE e do CoE em pé de igualdade. 
Conselho da Europa votou pelo retorno da delegação russa ao PACE


Comentando esta decisão, o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, disse que Moscou espera que a decisão do Comitê de Ministros do Conselho da Europa (CMCE) sobre direitos iguais para todas as delegações seja implementada. 

O vice-presidente da Duma de Estado, Peter Tolstoy, que supervisiona assuntos internacionais na câmara baixa, disse que certamente saúda a declaração do Gabinete de Ministros da CE, mas não conclui prematuramente e declara o retorno da delegação russa à PACE.

Segundo ele, primeiro a declaração da CMCE será considerada em uma reunião do Bureau da Assembléia, e então o Conselho da Europa deve adotar duas emendas aos regulamentos de trabalho da organização, um dos quais é o principal para a Rússia e não será devolvido à nossa delegação se não for aceito. Moscou exige que se exclua qualquer possibilidade de aplicar sanções discriminatórias contra qualquer delegação nacional. 

Se todos esses requisitos forem cumpridos, a Rússia poderá participar da sessão de junho do PACE, na qual não participou desde abril de 2014, devido a eventos na Ucrânia e à reunificação da Criméia com a Federação Russa. A delegação russa foi privada do direito de votar, participar de missões de observação e ser membro dos órgãos diretivos do PACE.

topwar

Nenhum comentário :

Postar um comentário