Visita do ministro Sérgio Moro gera protestos em Portugal - Noticia Final

Ultimas Notícias

Acompanhe o Noticia final nas Redes Sociais

test banner

Post Top Ad

Responsive Ads Here

Post Top Ad

Responsive Ads Here

quarta-feira, 29 de maio de 2019

Visita do ministro Sérgio Moro gera protestos em Portugal

O ministro da Justiça, Sérgio Moro, está em Portugal para participar das Conferências do Estoril.
Sérgio Moro
Entretanto, sua presença gerou protestos, com os manifestantes afirmando que Moro representa um retrocesso para o povo brasileiro.

Dezenas de manifestantes protestaram em Carcavelos, concelho de Cascais, contra a vinda do ministro, segundo o jornal digital Observador.


"Esta manifestação pretende demonstrar o nosso repúdio contra aquilo que representa Moro. Moro representa um governo que é contra tudo aquilo que os brasileiros conseguiram conquistar nos últimos anos depois da queda da ditadura militar", afirmou aos jornalistas Pedro Teles, membro do movimento que organizou o protesto.

Pedro Teles fez questão de ressaltar que considera o governo de Jair Bolsonaro incapaz de governar o país, além de estar levando o Brasil para um "buraco ainda maior", que está se agravando devido às políticas contra os direitos, as liberdades e a vida das pessoas.




O movimento também contou com o Coletivo Andorinha, Frente Democrática Brasileira de Lisboa, que afirma que Moro faz parte de um governo que é "contra a democracia, contra as mulheres, contra a educação, a ciência, o ambiente, contra os povos indígenas, cultura afro-brasileira e contra os homossexuais", conforme a rádio TSF.

Os manifestantes aguardavam a chegada de Moro com cantos de protesto. Além disso, os manifestantes também seguravam um cartaz com o nome de Marielle Franco, ativista assassinada no Brasil e camisetas com as palavras "Lula Livre", pedindo a libertação do ex-presidente brasileiro.

Pedro Teles acredita que Sérgio Moro "devia ter vergonha de aparecer em Portugal", "num país democrático", pois a atual política de Jair Bolsonaro "só vai destruir a vida das pessoas e acabar com todas as conquistas que o povo brasileiro conseguiu nos últimos 20 anos".

A ativista Maria Magdala, que vive há 12 anos em Portugal, admitiu que a situação no Brasil está provocando a emigração de "brasileiros de todas as classes sociais", incluindo para Portugal. Entretanto, eles encontram algumas "barreiras" ao chegar ao país.

Além disso, ela sublinhou que a iniciativa já teve êxito quando a comunicação social noticiou a carta aberta com 3.400 assinaturas contra a presença de Moro e a política de Bolsonaro, ressaltando que Sérgio Moro foi o juiz responsável pelos processos da operação "Lava Jato", que condenou à prisão o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, do PT.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Responsive Ads Here