domingo, 30 de junho de 2019

Na Polônia, eles estão decepcionados porque o país não participa do G20

A mídia mundial discute o resultado da cúpula do G-20 realizada em Osaka, no Japão. A discussão continua na mídia polonesa, mas a discussão parece muito estranha.

Uma das maiores edições polacas, a Rzeczpospolita, publicou um material do colunista Jerzy Haszczyński, que se propõe a discutir não tanto o que aconteceu nos campos do G20, mas porque no G20 ainda não há a Polônia. 


Pole ainda estava na cúpula, mas ele não representou a Polônia, mas a União Européia. Este é Donald Tusk. 

Um colunista polonês pergunta: "Por que a África do Sul e a Argentina, cujas economias são mais fracas que as polonesas, ainda estão no G20?" 

Khachchinsky com decepção:
Neste grupo de prestígio não há representantes da região da Europa Central e Oriental. E este lugar seria natural para a Polônia.
Além disso, na Rzeczpospolita afirmou-se que sem a representação polonesa no G20 da região da Europa Central e Oriental "a ameaça do imperialismo russo não é levada a sério". 

O autor criticou as autoridades francesas, que na pessoa do primeiro-ministro recebeu Dmitry Medvedev no início com Le Havre, e depois na pessoa de Emmanuel Macron, congratulou-se com Vladimir Putin em Osaka. 

Khashchin
É difícil esperar que países como, por exemplo, a França, representem nossa região nessas reuniões.
O autor reclama que representantes das autoridades da Espanha e da Holanda são convidados para as reuniões do G-20, mas os representantes das autoridades da Polônia não o são.

Nenhum comentário :

Postar um comentário