Revelado o motivo para o funcionamento anormal do banco ejetor K-36DM do MiG-29 da Força Aérea Polonesa - Noticia Final

Ultimas Notícias

Acompanhe o Noticia final nas Redes Sociais

test banner

Post Top Ad

Responsive Ads Here

Post Top Ad

Responsive Ads Here

sexta-feira, 21 de junho de 2019

Revelado o motivo para o funcionamento anormal do banco ejetor K-36DM do MiG-29 da Força Aérea Polonesa

Na Polônia, foi dita as razões que levaram às conseqüências fatais ao piloto do caça MiG-29 quando ele tentou ejetar da aeronave da Força Aérea do país - o banco ejetor. Lembre-se que os eventos aconteceram em julho do ano passado.
Nomeado o motivo para o funcionamento anormal do ejetor K-36DM na Força Aérea Polonesa do MiG-29
O Comitê de Investigação de Acidentes do Estado concluiu que a cadeira ejetora K-36DM, ou melhor, seus componentes individuais, foi a causa da morte do piloto durante a ejeção


O relatório da comissão afirmou que surgiram problemas com o “material inadequado do anel(estrutura da cadeira)” da cadeira K-36DM. Neste caso, acrescenta-se que o piloto realizou o procedimento de ejeção de acordo com as regras de uma emergência. Em última análise, a catapulta não funcionou corretamente.

O lado polonês declara a substituição do anel russo (soviético) do assento do piloto por componentes de sua própria produção na fábrica de Bydgoszcz, devido ao fato de que “era impossível receber componentes do fabricante russo para os caças MiG-29”. Mas na Polônia eles decidiram não explicar a questão de por que “é impossível”. Afinal de contas, antes o próprio lado polonês realmente recusou qualquer contato com a Rússia na esfera técnico-militar. 

O material do qual os poloneses fizeram os anéis foi investigado por especialistas atraídos pela promotoria polonesa. Depois de identificar inconsistências, decidiu-se “despedir as pessoas responsáveis ​​pelo processo de design”. Agora, a possibilidade de processo criminal contra eles está sendo considerada.

Desde agosto de 2018, a cadeira K-36DM, que usa um anel feito de material de "maior resistência", foi testada na Polônia. Foi então decidido substituir todos os anéis nos assentos do MiG-29 pelos novos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Responsive Ads Here