terça-feira, 16 de julho de 2019

Boeing-737 MAX foi renomeado, mas será que o novo nome o salvará de desastres?

A corporação americana Boeing está tentando, de qualquer maneira, livrar-se da negatividade que se abateu sobre a empresa após a queda de seu modelo Boeing-737MAX na Etiópia e na Indonésia, e a subsequente proibição de vôos.

Foi informado pelo woodys aeroimages que o Boeing 737MAX foi retirado da oficina de montagem da empresa em Renton, Washington. A bordo, no lugar do MAX, há uma nova marcação “737-8200”


O relatório também disse que a aeronave, com o número de cauda EI-HAY, faz parte do pedido da companhia aérea irlandesa "Ryanar" para 135 unidades Boeing-737MAX com maior capacidade de passageiros. 

Os autores do canal dizem que tal movimento da corporação americana não foi uma surpresa, já que a imagem da própria empresa e do modelo 737 MAX era bastante obsoleta.

O Boeing-737 MAX foi renomeado, mas será que o novo nome o salvará de desastres?

Lembre-se que depois de duas catástrofes e uma proibição de vôos, não se passa um mês sem outros problemas no 737 MAX aparecer, que adia mais e mais o retorno da aeronave para a operação. 

Essa situação foi o motivo da renúncia de Eric Lindblad, que supervisionou a corporação que supervisionava a produção de aeronaves 737. 

No momento, a questão de quanto uma renomeação de modelo pode salvá-lo de uma catástrofe permanece em aberto, e nenhum dos especialistas dará uma conclusão inequívoca.

Nenhum comentário :

Postar um comentário