quinta-feira, 4 de julho de 2019

Brasil revende frango vetado na Europa por conter salmonela

O Brasil revende para seu mercado interno frangos contaminados por salmonela que foram vetados no Reino Unido por não atenderem as regras sanitárias da União Europeia.
Proibição de importação de frango brasileiro pela UE deve causar 30 mil demissões no setor
A informação é de reportagem feita pela Repórter Brasil, o jornal britânico The Guardian e o Bureau of Investigative Journalism.

De acordo com a publicação, mais de 1 milhão de aves congeladas vindas do Brasil, cerca de 1,4 tonelada, foram barradas no Reino Unido porque as regras locais são mais rígidas com a contaminação por salmonela.
Enquanto no Brasil é permitido que até 20% da carne de frango tenha salmonela, na União Europeia este número é de 3,3%.
Existem mais de 2 mil tipos de salmonela, mas nem todas as variações causam infecções em humanos. Todavia, existem duas variações da salmonela que podem matar. 
Após o frango brasileiro ser vetado na Europa, ele retorna para o Brasil. A carne com potencial de fazer mal à saúde humana é cozida e processada em subprodutos como nuggets e salsichas.
A diretora do Departamento de Inspeção dos Produtos de Origem Animal (DIPOA), do Ministério da Agricultura, Ana Lucia Viana, afirmou à públicação conjunta de brasileiros e britânicos que o cozimento garante a segurança do alimento.
Já os outros frangos, que sob as normas nacionais não têm potencial de prejudicar a saúde humana, são colocados à venda. 
Desde a Operação Carne Fraca, as exportações de frango à Europa estão caindo. Em 2018, o então ministro da Agricultura, Blairo Maggi, chegou a afirmar que a União Europeia praticava uma "guerra comercial" contra os produtos brasileiros.

Nenhum comentário :

Postar um comentário