sábado, 20 de julho de 2019

Reino Unido ameaça congelar ativos do Irã e adotar sanções

O ministro das Relações Exteriores do Reino Unido disse neste sábado que governo britânico realizou reunião de emergência para discutir medidas de proteção às embarcações que trafegam pelo estreito de Ormuz, depois do Irã ter apreendido um navio-tanque do Reino Unido.
Resultado de imagem para navio britanico apreendido pelo irã
Segundo o The Telegraph, os ministros do Reino Unido estão preparando planos para retaliar Teerã com sanções. 


Espera-se que Jeremy Hunt anuncie no domingo um pacote de medidas diplomáticas e econômicas, incluindo possíveis congelamentos de bens, em resposta à captura do navio-tanque Stena Impero.

Além disso, Londres também pode pressionar para que as sanções da União Européia e das Nações Unidas sejam restabelecidas.
A Guarda Revolucionária Iraniana capturou o navio-tanque Stena Impero na sexta-feira, supostamente por violar as leis internacionais. Sua tripulação de 23 marinheiros - 18 indianos, três russos, um letão e um filipino - permanecem a bordo do navio, que foi conduzido até um porto iraniano.


Um porta-voz militar iraniano disse neste sábado, citado pela agência de notícias Fars, que o navio de bandeira britânica violou as normas marítimas ao desligar o sistema de rastreamento e ignorar o trajeto para os navios que seguem para o golfo Pérsico. Além disso, o petroleiro foi supostamente escoltado por um navio de guerra do Reino Unido, que resistiu e interferiu com as tentativas dos guardas de capturar o navio-tanque, mas o exército iraniano foi capaz de parar o navio comercial e trazê-lo para um porto.
O confronto marítimo ocorreu depois que os fuzileiros navais do Reino Unido ajudaram a deter um petroleiro iraniano em Gibraltar, no dia 4 de julho, sob suspeita de transportar petróleo para a Síria, violando as sanções da UE. O chanceler iraniano, Javad Zarif, acusou Londres de pirataria.
A situação no golfo Pérsico e nas áreas adjacentes deteriorou-se nos últimos dois meses, depois que vários petroleiros foram submetidos a ataques. Os Estados Unidos e seus aliados culparam o Irã pelos incidentes, enquanto Teerã negou seu envolvimento.

O Reino Unido revelou na semana passada que enviaria um segundo navio de guerra para o Golfo Pérsico depois que barcos de patrulha iranianos tentaram deter outro petroleiro no estreito de Hormuz.

Recentemente, Estados Unidos restauraram as sanções econômicas contra o Irã e aumentaram a presença militar na região, em resposta a uma suposta ameaça iraniana.

Nenhum comentário :

Postar um comentário