quinta-feira, 4 de julho de 2019

Ucraniana "Naftogaz" declarou prontidão para negociações com a "Gazprom"

O termo do contrato para o fornecimento e trânsito de gás russo está inexoravelmente chegando ao fim, mas o lado ucraniano continua a fingir ser o dono da situação.

O chefe do negócio de gás da empresa ucraniana, Andrei Favorov, em entrevista a jornalistas da RIA Novosti, afirmou que a Naftogaz está pronta para “negociações honestas e abertas” com a empresa russa sobre a extensão dos contratos. 


Na sua opinião, a próxima rodada de negociações entre a Naftogaz e a Gazprom pode ocorrer já após as eleições parlamentares antecipadas na Ucrânia. 

Andrei Favorov acredita que o lado russo, insistindo na recusa da Naftogaz dos resultados da arbitragem de Estocolmo, está tentando transferir as negociações do comercial para o plano político e, assim, estabelece condições inaceitáveis. 

Lembre-se que o chefe da Gazprom, Alexei Miller, disse que a Ucrânia, em primeiro lugar, deve pensar não sobre o trânsito, mas sobre como ficar com o gás após o término do contrato direto.

Segundo ele, a questão da reversão de gás da Europa é o preço a que o consumidor ucraniano o receberá. No caso de um contrato direto com a Gazprom, este preço será 25% mais barato. No entanto, Alexey Miller acredita que este contrato deve ser "economicamente viável" para o lado russo.

topcor

Nenhum comentário :

Postar um comentário