A mídia falou sobre o caro e ineficiente B-21 Raider. - Noticia Final

Ultimas Notícias

Acompanhe o Noticia final nas Redes Sociais

test banner

Post Top Ad

Responsive Ads Here

Post Top Ad

Responsive Ads Here

segunda-feira, 26 de agosto de 2019

A mídia falou sobre o caro e ineficiente B-21 Raider.

Especialista militar falou sobre as deficiências do futuro bombardeiro americano.
A mídia falou sobre o caro e ineficiente B-21 Raider
O Pentágono está desenvolvendo um novo bombardeiro estratégico B-21 Raider, que terá todas as vantagens e furtividade do B-2. No entanto, é relatado que a aeronave americana tem suas desvantagens. Sobre isso, escreve a publicação RT.


Especialistas disseram que o bombardeiro é construído de acordo com o esquema da "asa voadora" e será capaz de transportar armas nucleares. Vale a pena notar que os Estados Unidos estão tentando obter um avião com as vantagens do predecessor B-2, removendo todas as vulnerabilidades existentes. No entanto, segundo os jornalistas, Washington voltará a receber um bombardeiro caro e ineficaz.

Segundo o especialista militar Yuri Knutov, o avião B-21 Raider repetirá o destino do B-2. Ele está confiante de que o projeto exigirá novamente custos excessivos, causados ​​pela inflação recente do orçamento militar dos EUA. Knutov acredita que o furtivo "Raider" não será assim e não será capaz de superar as fronteiras da defesa aérea russa. Note-se que os americanos poderão usar o B-21 apenas contra aqueles países que têm um sistema de defesa anti aéreo muito fraco. Knutov enfatizou que, no momento da operação do "Raider", as Forças Aeroespaciais da Rússia terão tempo para desenvolver novos sistemas de defesa aérea e sistemas de radar com um localizador de fótons. Assim, para os sistemas russos de longo alcance S-400 e S-500, bem como para outros sistemas de defesa aérea, não será difícil interceptar o B-21 americano.

Vale lembrar que o alcance ininterrupto de cerca de 12 mil quilômetros é mostrado como uma vantagem do bombardeiro estratégico B-21 Raider, graças ao qual ele é capaz de realizar missões de combate em todo o mundo. Além disso, a aeronave poderá usar armas modernas e promissoras projetadas para a aviação estratégica. O projeto esá sendo desenvolvido desde 2015 pela Força Aérea dos Estados Unidos e pela Northrop Grumman. O primeiro voo está previsto para o final de 2021.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Responsive Ads Here