quinta-feira, 19 de setembro de 2019

Ministério da Defesa da Federação da Rússia: 88 lançadores do sistema de defesa aérea Patriot não conseguiram repelir um ataque dos houthis.

Um poderoso grupo de defesa aérea dos EUA na Arábia Saudita não conseguiu repelir o ataque nas instalações de petróleo, mostrando baixa eficiência, disse uma fonte do Ministério da Defesa russo.
patriota patriota
Uma fonte da RIA Novosti observou que 88 lançadores dos sistemas de defesa aérea Americano Patriot (mais de 350 mísseis) cobrem a fronteira norte da Arábia Saudita: 36 deles têm uma modificação PAC-2 e outros 52 têm a última PAC-3.


Segundo ele, também no Golfo Pérsico, na costa da Arábia Saudita, existem mais três destroyers com armas de mísseis guiados da Marinha dos EUA, equipados com o sistema de defesa antimísseis Aegis e armados com 100 mísseis da modificação SM-2.

A fonte se perguntou como "um sistema de defesa aérea tão poderoso poderia perder dezenas de drones e mísseis de cruzeiro".

"Só pode haver uma razão aqui: Patriot e Aegis anunciados pelos americanos não cumprem as características declaradas; eles têm baixa eficiência no combate a alvos aéreos de pequeno porte e mísseis de cruzeiro", enfatizou o representante do departamento militar russo.

Segundo ele, os sistemas de mísseis antiaéreos "simplesmente não estão prontos para repelir o uso massivo de ataques aéreos do inimigo em uma situação real de combate".

3 comentários :

  1. muito estranho, talvez o proposito desse sistema seja outra doutrina de funcionamento!!??

    ResponderExcluir
  2. Ou false flag, ou esses sistemas não são defensivos, e sim de ataque.

    ResponderExcluir
  3. O fato é tão simples, não sei porque tamanha dificuldade em entender a situação. É óbvio que foi a OTAN quem atacou as instalações sauditas, donos do sistema Patriot. Como poderiam permitir que ele tivesse êxito na defesa???

    ResponderExcluir