A mídia alemã falou sobre as perdas com sanções anti-russas - Noticia Final

Ultimas Notícias

Acompanhe o Noticia final nas Redes Sociais

test banner

Post Top Ad

Responsive Ads Here

Post Top Ad

Responsive Ads Here

segunda-feira, 14 de outubro de 2019

A mídia alemã falou sobre as perdas com sanções anti-russas

RIA Novosti. A Rússia incorre em pouco mais da metade das perdas com as sanções do Ocidente, o resto recai sobre os países que introduziram essas medidas restritivas, escreve o jornal alemão Handelsblatt com referência a um estudo de Matthew Crozet, da Universidade Lynn, em Hong Kong, e Julian Hinz, do Instituto Kiel de Economia Mundial.
Bandeira da Alemanha no edifício Reichstag


Os autores do estudo descobriram que as perdas comerciais mensais das sanções totalizam quatro bilhões de dólares. Ao mesmo tempo, os cientistas, como observa a publicação, tiram "conclusões surpreendentes", das quais se conclui que 45% dos danos caem sobre os ombros dos "países sancionadores". A União Europeia responde por 92% das perdas sofridas pelos países ocidentais devido a sanções anti-russas. A Alemanha tem que arcar com a parte do leão - 38%, ou 667 milhões de dólares por mês.

Além disso, um estudo de Crozet e Hinz diz que as empresas francesas não conseguiram compensar os prejuízos sofridos devido às sanções ocidentais contra a Rússia por meio de exportações para outros países.

As relações entre a Rússia e os países ocidentais pioraram devido à situação na Ucrânia, onde ocorreu um golpe de estado em 2014. Os países ocidentais acusaram a Rússia de interferir nos assuntos da Ucrânia e impuseram sanções. Moscou retaliou e negou repetidamente as acusações. Ao mesmo tempo, Moscou enfatizou repetidamente que não é parte do conflito intra-ucraniano nem está sujeito aos acordos de Minsk sobre o acordo no Donbass.

O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, disse anteriormente que todos que têm uma visão politicamente madura da situação com sanções anti-russas deveriam ter entendido há muito tempo que as sanções contra a Rússia não funcionam e nunca funcionarão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Responsive Ads Here