domingo, 6 de outubro de 2019

Ex-ministra das Relações Exteriores da Espanha acredita que a Rússia empurrou os Estados Unidos na arena internacional

Ana Palacio, que já chefiou o Ministério das Relações Exteriores da Espanha, acredita que Moscou e Washington mudaram de lugar na política mundial. Enquanto o papel da Rússia vem crescendo ultimamente, a importância da Casa Branca está diminuindo e está começando a perder terreno.



A ex-chefe do Ministério de Relações Exteriores da Espanha acredita que os recentes passos dados pela Ucrânia servirão para reavivar as relações entre a Federação Russa e os países ocidentais.

Segundo Palacio, os Estados Unidos se tornaram um fator destrutivo na política mundial. Ana Palacio comentando a situação em um artigo do Project Syndicate,disse que Moscou tornou-se um ator verdadeiramente influente e sua força estratégica deve ser considerada.

"A Europa terá que se lembrar das novas fontes de poder russo na definição de sua própria estratégia diplomática".

- afirma o ex-chefe do Ministério das Relações Exteriores espanhol.

Um dos exemplos marcantes da mudança de papéis das duas superpotências, Palacio vê na situação com o ataque à maior refinaria de petróleo da Arábia Saudita. Como uma posição indefesa dos EUA, ela citou os "tweets" furiosos de Trump, que basicamente se tornaram a única reação de Washington. Moscou, por sua vez, indicou sua disponibilidade para ser uma fonte de potencial estabilidade na região.

Ao mesmo tempo, jornalistas citam a opinião do ex-primeiro-ministro da Suécia Karl Bildt, que acredita que a ampla elite russa não vê outra opção estratégica, a não ser se voltar para o Ocidente em algum momento.

Nenhum comentário :

Postar um comentário