O Banco Central da Holanda reconhece a derrocada do sistema monetário internacional - Noticia Final

Ultimas Notícias

Acompanhe o Noticia final nas Redes Sociais

test banner

Post Top Ad

Responsive Ads Here

Post Top Ad

Responsive Ads Here

sexta-feira, 25 de outubro de 2019

O Banco Central da Holanda reconhece a derrocada do sistema monetário internacional

por MPR

Agora, nem mesmo os bancos centrais ocultam que o afundamento financeiro começou e já procuram possíveis saídas para o futuro imediato. Um artigo publicado pelo Banco Central da Holanda admite que "se o sistema ruir, as existências de ouro podem ser utilizadas como base para a sua recuperação. O ouro reforça a confiança na estabilidade do balanço do banco central e cria uma sensação de segurança" [1] .
Afirmação do DNB.


Isto é a única coisa que o capital financeiro considera como alternativa, o retorno ao padrão ouro, ou seja, renegar de si mesmo e voltar à fase anterior. Por isso voltou a febre do ouro e a sua cotação dispara nos mercados de divisas.

Até agora Mario Draghi repetia que a simples menção de uma situação financeira "apocalíptica" era suficiente para que a profecia se auto-cumprisse. O capital financeiro preferia não pensar nisso, não falar disso, não mencioná-la e actuar como se não se passasse nada.

As previsões mais negras não são recentes; o que é novidade é que já estão mãos à obra para buscar uma saída... pela porta de entrada.

Está para ver se se põem de acordo, porque enquanto os holandeses querem voltar ao padrão ouro, o FMI diz que a adoção do padrão ouro pela Alemanha em 1870 foi o que provocou a instabilidade do sistema monetário mundial [2] .

Para uns o remédio está na doença, e vice-versa.

O artigo dos holandeses é muito curioso porque dá razão à teoria monetária de Marx: "Um lingote de ouro conserva seu valor, inclusive em tempo de crise. Portanto, é o contrário das acções, títulos e outros valores, que têm um risco inerente e cujos preços podem baixar". Por outras palavras: só o ouro pode ser qualificado de "moeda" no sentido marxista da palavra, ao passo que o dinheiro fiduciário é papel impresso.

O Banco Central da Holanda possui 615 toneladas de ouro avaliadas em mais de 6 mil milhões de euros e é aí (e só aí) que tem a sua confiança depositada. "O ouro é [...] a âncora da confiança do sistema financeiro. Se todo o sistema entrar em colapso, a ação do ouro proporciona uma garantia para começar de novo. O ouro dá confiança no poder do balanço do banco central".





Mas não basta ter apenas umas poupançazinhas. Além disso, é preciso escondê-los para colocá-las a bom recato. Por isso, no dia 7 de Outubro o BC holandês anunciou que armazenará suas reservas de ouro em instalações militares , para o que repatriará o ouro que tem guardado na Grã-Bretanha e Estados Unidos.


Será difícil fugir da voracidade saqueadora do capital financeiro. São insaciáveis. Depois do dinheiro de papel vai atrás do chamado "dinheiro virtual". O BC holandês vai tomar medidas tanto contra a bolsa como as cripto divisas, que já é obrigatório declarar.

Acreditavam que este tipo de coisas nunca aconteceria? Se continuam a não fazer caso dos avisos, quando tentarem reagir será demasiado tarde e já lhes terão sacado seu dinheiro do bolso. E quando falamos de dinheiro não nos referimos a papeis, bilhetes, ações, promissórias, títulos, etc. Estamos a falar de dinheiro de verdade.


O original encontra-se em movimientopoliticoderesistencia.blogspot.com/...

Este artigo encontra-se em https://resistir.info/ .

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Responsive Ads Here