Programa de armas hipersônicas dos EUA tem um "Calcanhar de Aquiles" - Noticia Final

Ultimas Notícias

Acompanhe o Noticia final nas Redes Sociais

test banner

Post Top Ad

Responsive Ads Here

Post Top Ad

Responsive Ads Here

terça-feira, 15 de outubro de 2019

Programa de armas hipersônicas dos EUA tem um "Calcanhar de Aquiles"

Um dos principais especialistas do setor em tecnologia hipersônica, Eric Scherff, da Lockheed, argumenta que a tecnologia não será o maior desafio para o programa ofensivo de produção e implantação de armas hipersônicas dos EUA .

O portal Breaking Defense escreve sobre o “calcanhar de Aquiles” do programa de armas hipersônicas dos EUA como logística de suprimentos.


Os problemas da implantação de uma base industrial afetaram imediatamente vários dos projetos mais promissores do Pentágono. Antes de tudo, é claro, isso se aplica ao caça F-35. Até agora, as questões não resolvidas de organização do pedido, produção e entrega de peças de reposição levaram algumas peças a serem forçadas à chamada canibalização: isto é, a remover peças de aeronaves e instalá-las em outras, para que pelo menos parte da frota dos mais recentes caças furtivos fica-se em operação. O AGM-158 JASSM, um programa para a produção em massa de um míssil de cruzeiro ar-superfície americano de alta precisão, também abordou problemas semelhantes.

A Lockheed Martin Corporation (LM), que fabrica o F-35 e o JASSM, conhece esses problemas em primeira mão. É por isso que a empresa montou um fórum na cadeia de suprimentos global: no qual participaram mais de 300 fornecedores de todo o mundo. Isso foi anunciado pela vice-presidente de estratégia e desenvolvimento de negócios da  LM Rita Flaherty.

Eric Scherff e Flaherty não identificaram nenhuma fraqueza específica no momento: por exemplo, há apenas uma ou duas empresas capazes de fabricar um componente-chave. No entanto, representantes da empresa deixaram claro que a Lockheed está fazendo todo o possível para garantir um fluxo logístico ininterrupto de equipamentos, materiais e especialistas necessários para o desenvolvimento e produção de armas hipersônicas.

A Lockheed está envolvida nos três principais programas dos EUA para o desenvolvimento de sistemas de armas hipersônicas: o exército, a marinha e a força aérea usam vários lançadores para acelerar os mísseis nas velocidades desejadas.

O Programa pode ser prejudicado pela falta de financiamento

A Lockheed também participa do programa HAWC (Hypersonic Weapon Air-Sreating Weapon Concept), que é uma tentativa conjunta da Raytheon e da Northrop de criar armas hipersônicas.

Northrop afirma ter criado um mecanismo para este projeto, cujos elementos podem ser impressos em uma impressora 3D e que usa combustível "militar" convencional. Ambas as empresas disseram no Paris Air Show que suas armas voarão "em um futuro próximo".

Enquanto isso, Scherff deixou claro que a decisão do Comitê de Apropriações da Câmara dos Deputados do Congresso dos EUA de cortar significativamente a solicitação de orçamento hipersônico do governo prejudicaria a preparação do programa de armas de longo alcance para a produção industrial e minaria as chances de preparar a base necessária para a data planejada de 2023.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Responsive Ads Here