Na Geórgia "democrática", a polícia das forças especiais dispersou os manifestantes com cassetetes e canhões de água - Noticia Final

Ultimas Notícias

Acompanhe o Noticia final nas Redes Sociais

test banner

Post Top Ad

Responsive Ads Here

Post Top Ad

Responsive Ads Here

terça-feira, 26 de novembro de 2019

Na Geórgia "democrática", a polícia das forças especiais dispersou os manifestantes com cassetetes e canhões de água


Na Geórgia, um país de democracia triunfante e orgulho na forma de delegacias de paredes transparentes, policiais começaram uma violenta repressão a um protesto. Os manifestantes bloquearam o prédio do parlamento e, segundo fontes locais, não deixaram o presidente deixar o local por várias horas, mantendo as portas fechadas.

A dispersão do protesto começou no início da manhã - por volta das 5:00, horário local. Quando as forças especiais da polícia apareceram no centro de Tbilisi, os manifestantes, permanecendo em seus lugares, levantaram as mãos, mas isso não os ajudou. A polícia democrata da Geórgia reprimiu os manifestantes com canhões de água. Os altos escalões da polícia da Geórgia exigiram que os manifestantes desbloqueassem o prédio e libertassem a praça e as ruas.

Durante a repressão, 28 pessoas foram detidas. Três pessoas no processo de ações das forças especiais da polícia receberam vários tipos de lesões corporais.

Nos últimos 10 dias, esse é o segundo uso da força policial de Tbilisi contra manifestantes. Além dos canhões de água, as forças especiais da polícia usam cassetetes de borracha e outros equipamentos especiais. Durante o comício em 18 de novembro, 37 pessoas foram detidas. Os detidos pela polícia receberam, por ordem judicial, até 13 dias de prisão. Artigo principal: desobediência à polícia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Responsive Ads Here