A Hungria prometeu não deixar a Ucrânia entrar na OTAN - Noticia Final

Ultimas Notícias

Acompanhe o Noticia final nas Redes Sociais

test banner

Post Top Ad

Responsive Ads Here

Post Top Ad

Responsive Ads Here

quinta-feira, 5 de dezembro de 2019

A Hungria prometeu não deixar a Ucrânia entrar na OTAN

A Hungria prometeu não deixar a Ucrânia entrar na OTAN
A Hungria pretende continuar bloqueando todas as tentativas da Ucrânia de ingressar na OTAN até que os direitos da minoria nacional húngara que vive na Ucrânia de estudar em seu idioma nativo sejam restaurados. Isto foi afirmado pelo ministro das Relações Exteriores da Hungria, Peter Siyyarto, na cúpula da Otan em Londres.

O chefe da agência húngara de relações exteriores prometeu bloquear a entrada da Ucrânia na aliança, acusando Kiev de restringir os direitos e liberdades da minoria nacional húngara, em particular, limitar a educação em sua língua nativa, de acordo com a lei sobre educação adotada em 2017. Segundo ele. A Hungria está pronta para realizar consultas com Kiev sobre a restauração dos direitos dos húngaros ucranianos.

Não pedimos direitos adicionais aos húngaros da Transcarpácia, apenas aqueles que eles tinham antes

ele declarou.

Por sua vez, Kiev acusa Budapeste de "aspirações separatistas" para criar um enclave húngaro na Transcarpácia com planos para uma futura secessão da Ucrânia e reunificação com a Hungria.

Enquanto isso, a Ucrânia não vai cancelar a escandalosa lei educacional adotada por Poroshenko, segundo a qual todo o estudo no país é realizado apenas em ucraniano. Em Kiev, eles disseram que essa lei não viola os direitos de ninguém, mas ajuda as minorias étnicas a "integrar-se à sociedade ucraniana".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Responsive Ads Here