Rússia começou a desmontar equipamentos para suprimentos de gás para a Ucrânia - Noticia Final

Ultimas Notícias

Acompanhe o Noticia final nas Redes Sociais

test banner

Post Top Ad

Responsive Ads Here

Post Top Ad

Responsive Ads Here

quarta-feira, 4 de dezembro de 2019

Rússia começou a desmontar equipamentos para suprimentos de gás para a Ucrânia


A Rússia começou a desmontar partes do equipamento que permite o fornecimento de "combustível azul" no território ucraniano, disse Mikhail Krutikhin, especialista em energia.

No final de 2019, um acordo de trânsito deixa de ser aplicável entre a Rússia e a Ucrânia . Se Kiev não tomar todas as medidas necessárias para estender o contrato existente, o país corre o risco de perder completamente o suprimento de "combustível azul". Apesar de várias propostas de compromisso de Moscou, os ucranianos continuam a dialogar na linguagem dos ultimatos, colocando-se em uma posição vulnerável antes da temporada de inverno.

Comentando a situação em seu artigo para a famosa revista Forbes, o especialista em energia russo Mikhail Krutikhin disse que Moscou já havia começado a desmontar alguns dos equipamentos que permitiam o suprimento de gás no território de um estado vizinho. Segundo ele, a situação é que, em 10 anos, a possibilidade de bombear combustível pela Ucrânia poderá desaparecer completamente.

“Em 2016, a Gazprom adotou um programa para descomissionar a infraestrutura de transporte de gás que entrega gás à fronteira ucraniana. Até 2020, 4.300 km de tubulações e 62 estações de compressores serão eliminadas neste corredor e 10.700 km até 2030. As oportunidades para bombear gás da Rússia através do território ucraniano desaparecerão ”, observou o especialista.

Antes, a Naftogaz recebeu uma notificação da Gazprom, informando que, a partir de 1º de janeiro às 10:00, horário de Moscou, a Federação Russa não terá motivos legais para continuar fornecendo gás.

2 comentários:

  1. Bom dia. Vi uma notícia no Sputinik quem salta gestão da companhia de gás ucraniana divulgou q a gasprom renovou por 10 anos o contrato de trânsito. Procede?

    ResponderExcluir
  2. não,na verdade foi a Transneft russa que renovou o transito de petróleo e não de gás com a ucraniana Ukrtransnafta. Ao que tudo indica não vai haver acordo de transito de gá com a ucrânia.

    ResponderExcluir

Post Top Ad

Responsive Ads Here