Putin pisa nos pés da elite polonesa - Noticia Final

Ultimas Notícias

Acompanhe o Noticia final nas Redes Sociais

test banner

Post Top Ad

Responsive Ads Here

Post Top Ad

Responsive Ads Here

segunda-feira, 13 de janeiro de 2020

Putin pisa nos pés da elite polonesa



de Ruslan Ostashko

traduzido por Sasha e legendado por Leo.

The Saker


O chefe da Rússia pisou no dedo favorito da Polônia, quando chamou um oficial de Varsóvia de "bastardo" e "um porco anti-semita". A conversa era sobre os poloneses durante a época do Terceiro Reich, sobre um caráter histórico, mas a avaliação foi feito dentro de uma estrutura que é dolorosa para Varsóvia até agora.
"Pague e se arrependa" - essa frase notória é a favorita das autoridades de regimes que governam agora as partes da URSS.
Os Bálticos, eurocratas em Kiev, juntamente com poloneses e outros bantustões "independentes" estão envolvidos em uma competição para se retratar como os mais afetados pelas ações do notório "regime totalitário".
Todos sempre dirigem suas reivindicações apenas em uma direção - a Rússia. Varsóvia, que recebeu grande parte do território alemão como presente do tio Stalin no final da Segunda Guerra Mundial, e depois recebeu também uma compensação da Alemanha, ainda está insatisfeita. Ouvimos regularmente uivos da Polônia que não foram pagos o suficiente.
E, enquanto uivam, fingem que as autoridades polonesas não cooperaram com Hitler e não participaram da partição da Tchecoslováquia. E também não oprimiu os judeus.
No entanto, todas as partes interessadas se lembram perfeitamente de como foi. E não é à toa que Donald Trump, em 2018, assinou uma lei sobre exigir indenização da Polônia, sobre a qual eu falei na época.
“Algumas ações na Polônia em um futuro próximo estarão relacionadas à decisão de Trump de assinar a Lei 447, onde se fala sobre reparações polonesas a judeus. Por uma quantia bastante séria, com base no que aconteceu na Segunda Guerra Mundial. Conforme acordado no documento, que a mídia chama de 'Justiça para os Sobreviventes', a Polônia precisa desembolsar mais de US $ 300 bilhões pelos crimes dos cúmplices hitleritas poloneses. ”



O chefe da casa branca continua no mesmo espírito. No início de dezembro, ele aprovou outro documento interessante.
“O presidente dos EUA assinou um decreto sobre o combate ao anti-semitismo. O decreto refere-se à intenção do governo americano de combater o anti-semitismo e incidentes em seu território na América e no mundo. Em particular, o ramo executivo do governo deve monitorar de perto o cumprimento da lei de direitos civis na identificação de discriminação baseada em raça, cor ou nacionalidade. ”
Este documento os americanos também poderão usar se os poloneses resistirem à implementação do decreto sobre compensação aos judeus. E agora que eu lembrei o contexto das relações judaico-polonesas com base em compensação, avalie a declaração do chefe da Rússia sobre as ações do embaixador de Varsóvia em Berlim, ocorridas no século passado.
Vladimir Putin:“O que realmente me impressionou, estou lhe dizendo honestamente, foi como Hitler e os representantes oficiais da Polônia discutiram o chamado problema judaico. Hitler disse ao ministro de Relações Exteriores e depois disse ao embaixador polonês na Alemanha que tinha um plano de enviar a população judaica para a África, para as colônias. Imagine, em 1938, expulsar judeus da Europa para a África. Enviando-os para seu extermínio. À destruição. E aqui está o que o embaixador polonês respondeu a isso e escreveu isso em seu relatório ao ministro das Relações Exteriores da Polônia, o Sr. Beck: 'Quando ouvi isso', ele escreveu, 'eu respondi' (para Hitler, ele quer dizer) ', que se Se ele fizer isso, construiremos um belo monumento para ele (para Hitler) em Varsóvia. Desgraçado! Aquele porco anti-semita. Não há outra maneira de dizer isso. Ele estava em total solidariedade com Hitler em seu anti-judeu, sentimento anti-semita e, além disso, ele propôs a construção de um monumento a Hitler em Varsóvia por perseguir o povo judeu. E ele escreveu ao seu patrono, o Ministro das Relações Exteriores, e ele escreveu ao seu patrão, o Ministro das Relações Exteriores, aparentemente esperando por entendimento e aprovação. Ele não teria escrito isso sem uma razão. De qualquer forma, não vou entrar em mais detalhes agora, mas, de qualquer forma, quero enfatizar novamente: temos materiais suficientes para impedir que alguém corrompa a memória de nossos pais, avós e todos aqueles que deram a vida pela vida. vitória sobre o nazismo. Eu só quero observar que são esse tipo de pessoas, pessoas como as que estavam negociando com Hitler naquela época, agora são o mesmo tipo de pessoas desfigurando monumentos dos soldados libertadores, Soldados do Exército Vermelho que libertaram os países da Europa e os povos europeus do nazismo. Esses são os seguidores deles. ”
Declarações duras não são características de Vladimir Putin. E seu tom mostrou que o presidente russo realmente tinha o suficiente dos russófobos europeus. Afinal, no final de seu discurso, o chefe de Estado praticamente chamou as atuais autoridades polonesas de nazistas. Figuras públicas judaicas rapidamente apoiaram Putin.
“O presidente da Federação das Comunidades Judaicas da Rússia (FEOR), rabino Alexander Boroda, chamou as palavras do presidente Vladimir Putin de 'muito precisas' sobre o diplomata polonês Jozef Lipski, que foi antes o diplomata polonês na Guerra Mundial 2, a quem o líder russo chamou de "porco anti-semita".
"Em nome da comunidade judaica na Rússia, só podemos expressar nossa profunda gratidão por uma resposta tão emocional e justa à publicação de novos fatos sobre o apoio da Polônia à política alemã nas décadas de 30 e 40", disse ele.
Segundo o presidente da FEOR, Lipski não apenas apoiou as idéias de Adolf Hitler, mas também 'o inspirou a decisões assassinas'. Boroda expressou esperança de que a Polônia 'tire as conclusões corretas das páginas negras da história' ”.
Tirar as conclusões corretas é claro, "pagar e se arrepender". E agora imagine o quão quente é essa afirmação entre os poloneses, que constantemente ficam falando o assunto de quão fortemente eles sofreram com Stalin.
Como não podemos pensar na teoria da conspiração do Partido Democrata Americano, de que Trump e Putin estão trabalhando juntos? O primeiro sujeito assina decretos que traumatizam os nacionalistas poloneses e o segundo - lembra o público o que exatamente era o antecessor ideológico das elites modernas de Varsóvia.
Traição, traição óbvia. Sim, a propósito,Putin não pisou apenas nos pés poloneses, mas também nos "parceiros europeus".
"Putin chamou a idéia de 'total absurdo' de que a União Soviética também é responsável pelo início da Segunda Guerra Mundial e disse que alguns países europeus conspiravam com a Alemanha nazista".
Putin: “A partir de 1938, quando Hitler reivindicou parte da Tchecoslováquia, a Grã-Bretanha e a França abandonaram seu aliado, a quem eles foram obrigados a proteger por meio de um pacto, e permitiram que Hitler anexasse partes da Tchecoslováquia. Mas o que outros estados, a Polônia, por exemplo, fizeram? Eles de fato entraram em conspiração com Hitler. Você pode ver isso diretamente dos documentos. ”
Gostaria de lembrá-lo que, durante uma grande conferência de imprensa de 19 de dezembro, Putin prometeu escrever um extenso artigo para a mídia sobre o conluio de Munique das potências da Europa Ocidental com Hitler.
Você pode imaginar como isso deixará vários liberais como Venediktov em chamas, que gritam incessantemente sobre o "Pacto Molotov-Ribbentrop".
“O embaixador polonês em 16 de setembro recebe documentos ... Ow, está tudo bem. Às vezes as coisas acontecem. Obrigado."
Estou ansioso pela histeria no campo de liberáis, quando o material mencionado será lançado sob a assinatura do chefe da Rússia. Vou me certificar de comentar tudo isso. Vamos rir juntos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Responsive Ads Here