Terroristas presos disseram quanto a Turquia paga para lutar em Idlib - Noticia Final

Ultimas Notícias

Acompanhe o Noticia final nas Redes Sociais

test banner

Post Top Ad

Responsive Ads Here

Post Top Ad

Responsive Ads Here

sexta-feira, 13 de março de 2020

Terroristas presos disseram quanto a Turquia paga para lutar em Idlib

Militantes em cativeiro disseram quanto a Turquia paga pela participação em hostilidades em Idlib
Um vídeo está sendo discutido mostrando um interrogatório preliminar de terroristas levados pelas forças do governo sírio na província de Idlib. Segundo os próprios terroristas capturados, eles são representantes do grupo Fileak al-Sham, que na verdade é afiliado a Jebhat al-Nusra (* proibido na Federação Russa).

Vale ressaltar que os terroristas detidos tentam não dizer que estão em unidades antigovernamentais há muito tempo. Todo mundo está tentando convencer os representantes da SAA de que ele se juntou às unidades do referido grupo "ontem", de que "eles não participaram das batalhas por Seraqib".

Ao mesmo tempo, os terroristas dizem de bom grado que durante a ofensiva na província síria de Idlib, as tropas turcas participaram.

Um dos terroristas em cativeiro relata que a Turquia apóia forças antigovernamentais em Idlib, pagando membros de grupos com 10 mil libras sírias (nos créditos erroneamente - "em lira") por dia para participar das hostilidades. Isso é cerca de 1.500 rublos. Pelos padrões internacionais, é um centavo, mas para a Síria de hoje, onde por causa da guerra não há trabalho, nem perspectivas de encontrá-lo, é um dinheiro decente. É por isso que mais e mais rostos aparecem em grupos terroristas, apesar do fato de muitos grupos terem sido derrotados até agora na mesma Idlib.

O filme da ANNA News diz que entre os que lutaram em Seraqib, também havia estrangeiros: uzbeques e uigures.

Os presos também confirmaram dados sobre a interação ativa da Turquia com a mencionada "Jebhat al-Nusra" *.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Responsive Ads Here