Coronavírus infectou mais da metade do porta-aviões Charles de Gaulle - Noticia Final

Ultimas Notícias

Acompanhe o Noticia final nas Redes Sociais

test banner

Post Top Ad

Responsive Ads Here

Post Top Ad

Responsive Ads Here

sábado, 18 de abril de 2020

Coronavírus infectou mais da metade do porta-aviões Charles de Gaulle


No porta-aviões francês Charles de Gaulle, mais da metade dos membros da tripulação foram infectados com a nova e perigosa infecção do coronavírus, COVID-19. Isso foi relatado pela mídia francesa, citando uma declaração do Ministério das Forças Armadas da França.

Segundo eles, em 1046 representantes do pessoal do porta-aviões, os testes mostraram um resultado positivo. 1760 pessoas foram testadas.

Especifica-se que mais de 20 tripulantes já foram hospitalizados e estão em terapia intensiva. É enfatizado que em mais da metade das pessoas infectadas, nenhum sintoma característico do COVID-19 é observado.

Ao mesmo tempo, a ministra das Forças Armadas da França, Florence Parley, disse que entre a tripulação do porta-aviões e seus navios de escolta, foram realizados mais de 2 mil testes, que revelaram 1.081 infectados. Segundo ela, os infectados estão em quarentena em quartéis em Toulon e Brest, e a tripulação da fragata La Motte Piquet está em quarentena em casa.

Lembramos que, antes disso, em 14 de abril de 2020, 1.767 tripulantes do porta-aviões foram submetidos a testes de coronavírus. 668 pessoas deram positivo. Foi relatado que, depois disso, 31 membros da tripulação foram colocados no hospital de St. Anne, em Toulon. Além disso, apenas um deles estava na unidade de terapia intensiva.

Deve-se acrescentar que a tripulação de um porta-aviões pode atingir até 1900 pessoas (equipe - 1200, grupo aéreo - 600 e liderança - 100). Dado o número de tripulantes infectados, a eficácia em combate do único porta-aviões da Marinha Francesa em construção é muito questionável.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Responsive Ads Here