Boeing 747: Coronavírus põe fim a uma das aeronaves mais populares do mundo. - Noticia Final

Ultimas Notícias

Acompanhe o Noticia final nas Redes Sociais

test banner

Post Top Ad

Responsive Ads Here

Post Top Ad

Responsive Ads Here

segunda-feira, 11 de maio de 2020

Boeing 747: Coronavírus põe fim a uma das aeronaves mais populares do mundo.


O jornal Guardian relata que a Virgin Atlantic, juntamente com outras empresas de aviação, se recusam a operar todas as suas sete aeronaves Boeing 747 devido ao seu custo. As aeronaves de quatro motores consomem muito combustível; portanto, usá-las em uma era desenfreada de coronavírus e crise no tráfego de passageiros é um luxo inaceitável.

Por 52 anos, 1.500 aeronaves desse modelo foram operadas no mundo, mas a crise econômica causada pela pandemia do COVID-19 põe fim a este popular avião de passageiros. Por exemplo, a companhia aérea alemã Lufthansa, em abril, recusou-se a operar cinco Boeing 747s, enquanto a KLM companhia aérea da Holanda anunciou que passaria a usar modelos bimotores mais novos e menos “gulosos”. A British Airways, permanecendo a maior operadora do Boeing 747, anunciou em abril do ano passado que todas as 28 aeronaves deste modelo foram retiradas da frota.

Aviões de quatro motores estão saindo gradualmente da indústria - novas aeronaves bimotores usam menos combustível e são mais econômicas na manutenção. Além disso, nem todo aeroporto é capaz de aceitar aviões tão grandes como o Boeing 747, enquanto os menores Boeing 777 ou Aibus A350 são apenas ligeiramente inferiores aos 747 em capacidade de passageiros, além de serem superiores na faixa de vôo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Responsive Ads Here