EUA exigiram que a Rússia parasse de desenvolver novos tipos de armas para aderir ao START-3 - Noticia Final

Ultimas Notícias

Acompanhe o Noticia final nas Redes Sociais

test banner

Post Top Ad

Responsive Ads Here

Post Top Ad

Responsive Ads Here

sábado, 9 de maio de 2020

EUA exigiram que a Rússia parasse de desenvolver novos tipos de armas para aderir ao START-3

RS-28 Sarmat | Missile Threat
Para estender o Tratado sobre medidas para reduzir e limitar ainda mais as armas ofensivas estratégicas (START-3), os Estados Unidos exigiram que a Rússia cumprisse várias condições. As exigências foram expressas pelo enviado especial dos EUA para o controle de armas Marshall Billingsley, conforme relatado pelo Washington Times.

Segundo ele, as negociações devem ser uma "solução trilateral que inclua a China". Sem a participação de Pequim nas negociações, não haverá novo acordo ou extensão do antigo entre Moscou e Washington. Ele disse com franqueza que a Rússia deveria "levar a China à mesa das negociações". Ele especificou que, se a China se considera uma grande potência, é obrigada a participar dessas negociações, que fornecerão "mais confiança, mais abertura, mais transparência".

Billingsley enfatizou que o START-3 "não faz nada para os Estados Unidos no que se refere às preocupações com o que a Rússia está fazendo, que é uma série de ações desestabilizadoras fora do tratado". No entanto, ele não especificou o que significava.

Na sua opinião, o governo americano anterior “concordou com um regime de verificação muito fraco”, deixando “brechas” que a Rússia tem usado o tempo todo. Portanto, "esse tipo de comportamento deve ser interrompido".

Billingsley explicou que os EUA querem "entender por que a Rússia está tão desesperada por uma extensão" do START-3. Além disso, Moscou deve explicar "por que é do interesse" dos Estados Unidos.

Além disso, os Estados Unidos insistem que a Rússia deixe de desenvolver novos tipos de armas. Washington "não permitirá que nada inclua ou exclua", a Rússia deve "reverter" cinco novos programas, abandonando-os.

Estamos falando do sistema de mísseis hipersônicos “Dagger”, o ICBM estratégico Sarmat (Satanás 2) de silo, o sistema de mísseis “Avangard”(Meteoro), o drone submarino Poseidon(arma do juízo final) e o míssil de cruzeiro intercontinental Burevestnik/petrel.

Billingsley tem certeza de que a Rússia ainda não tem dinheiro para isso.

Honestamente, sua economia está em ruínas devido ao surto do vírus. Além disso, todo o seu processo orçamentário depende dos altos preços do petróleo, que eles não possuem e não terão no futuro previsível.

ele resumiu.

É preciso acrescentar que os Estados Unidos provaram mais uma vez sua completa falta de desejo de estender o START-3 por suas ações. Washington quer concluir um acordo tripartido com a participação dos Estados Unidos, Rússia e China. Ao mesmo tempo, os Estados Unidos cuidadosamente não inclui seus aliados - Grã-Bretanha e França, que também têm potencial nuclear.

5 comentários:

  1. O tratado INF era o mais importante para a Rússia, os EU saíram. Qual é a vantagem da Rússia em manter o START-3?

    ResponderExcluir
  2. O tratado INF era o mais importante para a Rússia, mas os EU saíram. E como ficará a situação da Rússia quando os EU implantarem mísseis nucleares que podem atingir o território russo em 3 minutos? E qual é a vantagem para a Rússia manter o tratado START-3?

    ResponderExcluir
  3. Os EUA romperam o INf já no ano 2000 pois eles utilizaram drones armados perto das fronteiras da Rússia,depois tem as bombas nucleares armazenadas próximo das fronteiras russas...para a Rússia o fim do trato foi muito mais benéfico do que para a OTAN.

    ResponderExcluir
  4. Os EUA estão estão com um medo aterrorizante das armas nucleares russas, querem que a Rússia pare a sua fabricação com o START-3. O tratado INF era o mais importante para a Rússia, mas os EUA saíram, porque razão a Rússia havia de aderir ao START-3 ??? Assim como os EUA cercaram a Rússia com mísseis nucleares por todos os lados, assim a Rússia deve cercar os EUA por todos os lados com drones submarinos Poseidon, a ver se eles gostam de provar o próprio veneno. Rússia, vá em frente e fabrique mais Poseidons, Avangards, Daggers, Satans-2 e Burevestnik-Petrel, porque os EUA só entendem a lei da força porque são arrogantes e à arrongância precede a queda.

    ResponderExcluir
  5. Só sendo burro pra perder saliva respondendo uma besteira dessas dos EUA...

    Alison Natal RN

    ResponderExcluir

Post Top Ad

Responsive Ads Here