EUA pretendem estender embargo de armas ao Irã - Noticia Final

Ultimas Notícias

Acompanhe o Noticia final nas Redes Sociais

test banner

Post Top Ad

Responsive Ads Here

Post Top Ad

Responsive Ads Here

quinta-feira, 14 de maio de 2020

EUA pretendem estender embargo de armas ao Irã

EUA pretendem estender embargo de armas ao Irã
Os Estados Unidos pretendem obter uma extensão do embargo de armas ao Irã, que expira em 18 de outubro de 2020, bem como aumentar a pressão de sanções no Conselho de Segurança da ONU. A declaração correspondente foi feita pelo Representante Permanente dos EUA junto à ONU.

Os EUA afirmam que o Irã continua a violar o embargo de armas imposto pelo Conselho de Segurança da ONU cinco anos atrás, como parte de um acordo nuclear. Um exemplo de "violação grave" é o lançamento de um satélite militar pelo Irã em 22 de abril.

As violações pelo Irã do embargo de armas imposto pelo Conselho de Segurança da ONU exigem mais, e não menos, pressão do conselho. Os EUA trabalharão incansavelmente (...) para que a proibição de compra de armas seja estendida

- disse em um comunicado.

Ao mesmo tempo, Washington acredita que os Estados Unidos têm o direito de buscar unilateralmente uma extensão do embargo de armas iraniano se o Conselho de Segurança não adotar uma resolução para estendê-lo. Segundo Brian Hook, Representante Especial dos EUA para o Irã, os Estados Unidos ainda esperam uma resolução que eles prepararam. No entanto, é possível que os Estados Unidos tomem outras medidas destinadas a isolar o Irã.

Se o veto desapontar a diplomacia americana, os Estados Unidos se reservam o direito de renovar o embargo de armas de outras maneiras (...)

- enfatizou Hook.

Às vésperas o Representante Permanente da Rússia na ONU, Vasily Nebenzya enfatizou que não havia motivo para estender o embargo, e os Estados Unidos não podiam exigir sua extensão porque já haviam se retirado do acordo nuclear iraniano.

Antes, a Rússia declarou que não era contra o fornecimento de armas e equipamentos militares ao Irã após o término das restrições.

Um comentário:

  1. Só vai "obrigar" o irá a comprar dos russos ou chineses... Simples assim

    Alison Natal RN

    ResponderExcluir

Post Top Ad

Responsive Ads Here