Sohu chama a proibição da importação de combustível nuclear da Rússia de o início do colapso dos Estados Unidos - Noticia Final

Ultimas Notícias

Acompanhe o Noticia final nas Redes Sociais

test banner

Post Top Ad

Responsive Ads Here

Post Top Ad

Responsive Ads Here

sexta-feira, 8 de maio de 2020

Sohu chama a proibição da importação de combustível nuclear da Rússia de o início do colapso dos Estados Unidos

Sohu: a proibição da importação de combustível nuclear da Rússia levará ao colapso dos Estados Unidos
Os Estados Unidos pretendem proibir a importação de combustível nuclear da Rússia e da China.

Sabe-se que há pouco tempo a Casa Branca enviou um relatório à Comissão Reguladora Nuclear dos EUA, exigindo proibir a importação de combustível nuclear da Rússia e da China para fins de segurança nacional. Os Estados também pretendem transferir pedidos de minério de urânio para empresas americanas. Os autores da publicação chinesa escrevem que o repentino desejo dos EUA de proibir a importação de material vital para a energia nuclear é um tanto desconcertante. No entanto, Washington realmente tem um motivo.

"A Casa Branca pretende enfraquecer sua dependência de outros estados em uma questão tão importante e, assim, restaurar sua liderança global no campo da tecnologia nuclear", dizem os autores da publicação da China.

Isso também é confirmado pelas palavras do secretário de energia dos EUA, Dan Bruyett, que disse em recente entrevista coletiva que deseja "revitalizar e restaurar a liderança dos EUA na indústria nuclear como um todo".

Além disso, a proibição de importação de minério de urânio do exterior também visa estimular a economia americana, que foi duramente afetada pela pandemia do coronavírus. Dada a enorme dívida pública dos EUA e vários outros problemas, incluindo a queda nos preços do petróleo, a economia dos EUA está em risco.

"No contexto da má situação econômica, o caminho de Donald Trump para a reeleição como presidente ficou muito escorregadio e, portanto, ele precisa tomar medidas urgentes para restaurar a atual situação desfavorável para si", a mídia chinesa explica esse outro motivo.

A proibição de importações de minério de urânio pode desempenhar um papel catalisador na indústria de urânio dos EUA, bem como contribuir para o reinício da economia e a reeleição de Trump. Assim, de acordo com especialistas chineses, o presidente dos EUA pretende acertar quatro coelhos com uma cajadada (aparentemente, este é um análogo chinês do ditado sobre dois coelhos com uma cajadada).

No entanto, de acordo com analistas da Sohu, existem lacunas no brilhante plano de Trump. O fato é que sua intenção de proibir a importação de combustível e minério não obteve aprovação da organização ambiental American Wildlife Association. Seus especialistas disseram que bloqueariam o plano da Casa Branca de todas as maneiras, porque a mineração em larga escala de minério de urânio poderia prejudicar a terra, a água e a saúde pública.

Além disso, não é fato que o Congresso dos EUA concorde com a intenção da Casa Branca, porque a retomada da economia sob a pressão da epidemia é uma decisão terrível aos olhos de muitos democratas e alguns republicanos. Especialistas chineses dizem que Trump agora está mais preocupado com sua própria reeleição do que em superar a crise pós-pandemia.

"As consequências disso apenas aumentarão o risco de uma crise epidêmica e o colapso econômico dos Estados Unidos, o que levará a desastres imprevisíveis para o povo americano e para o mundo inteiro", resumiram os autores do Sohu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Responsive Ads Here