Petróleo venezuelano sob controle russo - Noticia Final

Ultimas Notícias

Acompanhe o Noticia final nas Redes Sociais

test banner

Post Top Ad

Responsive Ads Here

Post Top Ad

Responsive Ads Here

domingo, 12 de julho de 2020

Petróleo venezuelano sob controle russo


A Rússia conseguiu o que a URSS não pôde fazer em quatro décadas. Agora o petróleo venezuelano está silenciosamente sob o controle de Moscou, escreve a publicação online americana OilPrice.

A Venezuela já foi o país mais estável e mais rico da América Latina. A capital Caracas floresceu e foi considerada a pérola cultural do continente. Mas a riqueza gigantesca deste país foi gasta nas últimas décadas.

A Venezuela está atualmente enfrentando a mais terrível crise humanitária da história. Foi o colapso na Venezuela que permitiu à Rússia se estabelecer na América Latina. A culpa por 20 anos de gestão ineficiente dos socialistas, primeiro Hugo Chávez, e agora Nicolas Maduro. Como resultado, o país está em ruínas. Em 2019, o PIB do país caiu 35%, embora três décadas atrás houvesse um crescimento constante de 6,5% ao ano.

O país foi varrido por distúrbios civis e a corrupção se tornou total. A indústria do petróleo está decaindo rapidamente em meio a um declínio contínuo nos preços das commodities, exacerbado pela pandemia do COVID-19. Em junho de 2020, a Venezuela produziu pouco mais de 422 mil barris de petróleo por dia, menos de 1/6 da produção média diária em 2015. Isso afeta seriamente a situação no país, já que 99% das exportações são de petróleo. O capital está saindo da Venezuela e especialistas qualificados estão saindo.

Ao mesmo tempo, uma política agressiva de sanções do presidente dos EUA, Donald Trump, que visa derrubar Maduro, agrava as dificuldades na Venezuela. Elas complicam a vida dos venezuelanos comuns e fortalecem o sentimento antiamericano na sociedade. Essa situação aumenta a autoridade de Moscou, que não possui bagagem neocolonial, e mina na hegemonia de Washington.

Agora Moscou é o credor de Caracas, que é um exemplo para outros países da vasta região. Os russos ajudam os venezuelanos a contornar as restrições americanas. Em resposta, a Venezuela transferiu para a Rússia parte de seus ativos de energia (campos de petróleo e 49,9% da refinaria Citgo).

As ações errôneas de Trump minaram a autoridade dos Estados Unidos e aumentaram a influência da Rússia na região. Ao mesmo tempo, Moscou, que ganhou controle sobre o petróleo venezuelano, já demonstrou que suas ambições geopolíticas não se limitam à Venezuela e que está pronta para fortalecer ainda mais sua posição no mundo.

2 comentários:

  1. Penso ser uma boa sorte termos Donald Trump na presidência americana. Graças as suas atitudes grosseiras e belicosas do ponto de vista das relações internacionais, percebe-se hoje, claramente, o quão prejudicial para os seres humanos tem sido o imperialismo financeiro que procura dominar o mundo . Promovendo guerras e enfraquecimento de raças para se poder implantar o governo supranacional, de pensamento único.
    Tomara que o sr. Donald Trump seja reeleito!

    ResponderExcluir

Post Top Ad

Responsive Ads Here