SMIC é rival chinesa da TSMC que acaba de anunciar produção em massa de chips de 14nm - Noticia Final

Ultimas Notícias

Acompanhe o Noticia final nas Redes Sociais

test banner

Post Top Ad

Responsive Ads Here

Post Top Ad

Responsive Ads Here

terça-feira, 11 de agosto de 2020

SMIC é rival chinesa da TSMC que acaba de anunciar produção em massa de chips de 14nm

Samsung e TSMC são duas das maiores fundições de semicondutores do mundo, sendo responsáveis por produzir chips para gigantes como Qualcomm, Apple, Intel, AMD e outras. As companhias têm disponibilizado às suas clientes o processo de fabricação de 7nm, mas já trabalham em chips baseados em 5nm, e até mesmo iniciaram testes com a litografia de 2nm.


Enquanto isso, na China, a Semiconductor Manufacturing International Corporation (SMIC) acaba de anunciar o início da produção em massa de chips de 14nm. Apesar de não ser algo surpreendente ou mesmo interessante em um primeiro momento, o anúncio pode ter um grande impacto no mercado de smartphones, considerando os atuais conflitos comerciais entre EUA e o país asiático.

Isso porque fabricantes como a Huawei já estão impedidas de ter acesso aos serviços prestados por companhias norte-americanas, como o Play Services da Google, e devem precisar buscar por alternativas também em relação ao hardware de seus dispositivos, considerando os mais recentes planos dos EUA de barrar acesso de empresas chinesas à tecnologia desenvolvida no país.

A SMIC já foi responsável pela produção do Kirin 710A da Huawei, e pode acabar sendo a saída da fabricante de smartphones diante das sanções norte-americanas.

A própria Huawei não possui mais estoque de seus chips Kirin, o que deve forçá-la a lançar futuros aparelhos com processadores MediaTek. No entanto, a empresa já anunciou planos de lançar produtos com peças provenientes de outros países, com a SMIC estando entre as alternativas, especialmente no segmento de smartphones de entrada, que já viu o Honor Play 4T chegar com um chip produzido na China.

Vale lembrar que a fundição chinesa já partiu em busca de financiamento na bolsa de valores de Xangai, e conforme trabalha em sua linha de produção, poderá eventualmente se tornar competitiva no mercado.

tudocelular

Um comentário:

Post Top Ad

Responsive Ads Here