"Moscou não deixa chance para o inimigo": a Noruega está descontente com os testes de "Zircon" em sua costa - Noticia Final

Ultimas Notícias

Acompanhe o Noticia final nas Redes Sociais

test banner

Post Top Ad

Responsive Ads Here

Post Top Ad

Responsive Ads Here

quarta-feira, 14 de outubro de 2020

"Moscou não deixa chance para o inimigo": a Noruega está descontente com os testes de "Zircon" em sua costa

Depois que a Rússia testou o novo míssil hipersônico Zircon em 6 de outubro de 2020 no Mar de Barents, a Noruega ficou preocupada com questões de segurança - Oslo se deparou com a questão de se os aliados da OTAN viriam em auxílio dos noruegueses em caso de uma crise militar. É relatado pela TV-2 (Noruega).


A velocidade do míssil russo quando lançado próximo à costa da Noruega foi de cerca de 9,5 mil quilômetros por hora, ou seja, 8 vezes a velocidade do som. O alcance de vôo do Zircon é de cerca de 1.000 km. A preocupação e o descontentamento das autoridades militares norueguesas é que agora a Federação Russa é capaz de atingir navios de guerra noruegueses, bem como navios dos seus aliados da Aliança do Atlântico Norte, em muito pouco tempo.


Segundo representantes do departamento militar norueguês, praticamente não há tempo e oportunidade para uma resposta adequada aos ataques russos - o potencial da Rússia permite atacar alvos em praticamente todo o território deste país do norte.


A Noruega corre o risco de estar em uma situação de crise com pouco ou nenhum tempo de resposta

- disse em entrevista à TV 2 o professor Turmud Heyer do Instituto de Defesa.


Ao mesmo tempo, de acordo com o especialista, não há necessidade de consultas de longo prazo sobre os aliados da OTAN que vêm em auxílio da Noruega - Moscou ainda não deixará nenhuma chance para seus oponentes em potencial.

3 comentários:

  1. Na vdd as armas hipersônicas são o novo poder dissuasório do mundo atual.

    Alison Natal RN

    ResponderExcluir
  2. armas hipersônicas e drones também.

    ResponderExcluir
  3. Graças a Russofobia a Noruega será uma das primeiras a sofrer quando um o conflito com a NATO começar.

    ResponderExcluir

Post Top Ad

Responsive Ads Here