"O próximo alvo é Dodon": o SVR descobriu a preparação da "revolução de cores" dos EUA na Moldávia - Noticia Final

Ultimas Notícias

Acompanhe o Noticia final nas Redes Sociais

test banner

Post Top Ad

Responsive Ads Here

Post Top Ad

Responsive Ads Here

quarta-feira, 21 de outubro de 2020

"O próximo alvo é Dodon": o SVR descobriu a preparação da "revolução de cores" dos EUA na Moldávia

O próximo país em que os Estados Unidos estão preparando uma "revolução das cores" é a Moldávia. Segundo o Serviço de Inteligência Estrangeiro Russo, Washington está preparando um cenário revolucionário após as eleições presidenciais do país. O anúncio foi feito pelo chefe do Serviço de Inteligência Estrangeira, Sergei Naryshkin.


De acordo com o SVR, os Estados Unidos preparam um cenário caso o atual presidente da Moldávia, Igor Dodon, ganhe as eleições, o que não agrada a Washington, já que ele mantém relações com os países da CEI, inclusive relações construtivas com a Rússia.


Os Estados Unidos continuam a interferir sem cerimônia nos assuntos internos dos Estados amigos de Moscou ao longo do perímetro das fronteiras russas. Tentativas grosseiras de influenciar a situação pós-eleitoral estão sendo feitas na Bielorrússia e no Quirguistão. (...) o próximo alvo é a Moldávia


- afirma a assessoria de imprensa do SVR.


Foi constatado que um grupo de especialistas americanos em "revoluções coloridas" se prepara para partir para a Moldávia na véspera da votação. A embaixada americana no país recebeu instruções para trabalhar com a oposição moldava para organizar motins e protestos. Diplomatas americanos já estão convencendo os oficiais de segurança da Moldávia a não interferir em possíveis protestos de rua e "imediatamente passar para o lado do povo".


O Departamento de Estado dos Estados Unidos ordenou à sua embaixada em Chisinau que prepara-se a oposição com antecedência para organizar protestos em massa no caso de sua reeleição (de Dodon) com um pedido de anulação dos resultados da votação


- disse Naryshkin.


Falsificações sobre os planos do governo de recorrer à fraude eleitoral já estão sendo jogadas no espaço de informação do país.


As eleições presidenciais na Moldávia estão marcadas para 1º de novembro, com oito candidatos concorrendo ao cargo de chefe de Estado, incluindo o atual presidente, Igor Dodon.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Responsive Ads Here