Produção dos veículos aéreos não tripulados Bayraktar TB2 ficou sem motores devido à situação em Karabakh - Noticia Final

Ultimas Notícias

Acompanhe o Noticia final nas Redes Sociais

test banner

Post Top Ad

Responsive Ads Here

Post Top Ad

Responsive Ads Here

sábado, 24 de outubro de 2020

Produção dos veículos aéreos não tripulados Bayraktar TB2 ficou sem motores devido à situação em Karabakh

A Bombardier Recreational Products of Canada, fabricante mundialmente renomada de ATVs, veículos para neve e outros produtos para uso externo, disse que está suspendendo o fornecimento de motores de drone "para países com uso pouco claro/suspeito", relatou a mídia canadense.


A BRP descobriu recentemente "inesperadamente" que os motores produzidas por sua subsidiária austríaca, BRP-Rotax GmbH & Co KG, estão sendo instaladas nos drones táticos operacionais turcos Bayraktar TB2 (Bayraktar ou Standard Bearer), que tomam parte ativa no conflito em Nagorno-Karabakh.


Os canadenses "pensaram" que os turcos instalariam os motores mencionados em aviões de passeio. Agora, a empresa turca "Baykar Makina", a fabricante desses drones, ficou sem seus motores para eles em conexão com a situação em Nagorno-Karabakh. Os drones foram equipados com um motor de combustão interna Rotax 912 com uma hélice push-type de 100 HP.


Recentemente, descobrimos que alguns motores Rotax são usados ​​em drones militares. Nós imediatamente iniciamos uma investigação completa

- o vice-presidente sênior do BPR Martin Langelier, que, por alguma razão, não se envergonhou do uso de drones Bayraktar TB2 na Líbia e na Síria antes disso, informou a mídia canadense.


Observe que em 5 de outubro de 2020, o Ministro das Relações Exteriores canadense François-Philippe Champagne anunciou que seu país deixaria de fornecer armas para a Turquia, uma vez que elas poderiam ser usadas em Nagorno-Karabakh. Isso aconteceu depois que foram feitas acusações contra Ottawa de que suas tecnologias estão ajudando a matar armênios e aumentando as tensões na região.


O ministro lembrou que o problema do Nagorno Karabakh precisa ser resolvido por meios diplomáticos. Ele pediu às partes em conflito que parassem as hostilidades e se sentassem à mesa de negociações.

Um comentário:

  1. É isso que dá um país não ter tecnologia indígena em todos os componentes...

    Alison Natal RN

    ResponderExcluir

Post Top Ad

Responsive Ads Here