Motivo do encerramento do fornecimento de componentes britânicos para o UAV Bayraktar-TB2 para a Turquia - Noticia Final

Ultimas Notícias

Acompanhe o Noticia final nas Redes Sociais

test banner

Post Top Ad

Responsive Ads Here

Post Top Ad

Responsive Ads Here

quinta-feira, 14 de janeiro de 2021

Motivo do encerramento do fornecimento de componentes britânicos para o UAV Bayraktar-TB2 para a Turquia

Ficou-se sabendo do encerramento do fornecimento da Grã-Bretanha de componentes para a produção de drones para a Turquia. Estamos falando da Andair Ltd, que forneceu componentes para o fabricante turco Baykar Makina, que produz drones de reconhecimento de ataque Bayraktar-TB2.


De acordo com a imprensa ocidental, a exportação foi interrompida devido ao fato de a Turquia estar vendendo drones com componentes britânicos ao Azerbaijão para uso posterior na guerra de Nagorno-Karabakh.


Fontes de notícias armênias escrevem que a empresa britânica foi a Embaixada da Armênia em Londres e pediu para esclarecer se o Bayraktar, abatido durante o conflito em Karabakh, tinha peças com marcas britânicas. O lado armênio confirmou a informação sobre a presença de bombas de combustível da Andair Ltd. no UAV.


Deve-se notar que informações sobre a presença de componentes britânicos nos Bayraktars abatidos em Karabakh vazaram para a imprensa em novembro. Ao mesmo tempo, a empresa britânica foi criticada pela cooperação com a Turquia, que está "pronta para vender UAVs a terceiros países para operações militares não sancionadas pelo Conselho de Segurança da ONU". É esta formulação que está sendo usada agora como a razão para o encerramento do fornecimento para o fabricante turco de drones.


A este respeito, pode-se presumir que a empresa britânica estava inicialmente bem ciente da presença de seus componentes em drones de fabricação turca usados ​​pelo Azerbaijão. E apenas a atenção do público a esta questão depois que vários UAVs foram abatidos em Nagorno-Karabakh e suas "entranhas" foram examinadas, forçou a Andair Ltd a interromper a cooperação com a turca Baykar Makina.

2 comentários:

  1. A Turquia teria dificuldade em substituir o componente de forma autóctone?

    Alison Natal RN

    ResponderExcluir
  2. teria, a indústria turca ainda é muito limitada...eles sempre contaram com apoio estrangeiro em suas criações agora terão que andar com as próprias pernas mais a escola cientifica em componentes críticos ainda é limitada

    ResponderExcluir

Post Top Ad

Responsive Ads Here