Piloto russo vira o Su-35 decabeça para baixa em cima do avião americano P-8 Poseidon. - Noticia Final

Ultimas Notícias

Acompanhe o Noticia final nas Redes Sociais

test banner

Post Top Ad

Responsive Ads Here

Post Top Ad

Responsive Ads Here

terça-feira, 19 de janeiro de 2021

Piloto russo vira o Su-35 decabeça para baixa em cima do avião americano P-8 Poseidon.

O comando militar dos Estados Unidos não abandona suas tentativas de coletar informações completas sobre os militares russos na Síria. No entanto, as ações das Forças Aeroespaciais Russas causam muitos problemas aos americanos.


Outra tentativa do Pentágono de obter inteligência levou a uma resposta dura da Rússia. De acordo com o portal avia.pro, sob a direção do Pentágono, a Força Aérea dos Estados Unidos ergueu o avião de reconhecimento P-8 Poseidon ao céu. Um caça Su-35 localizado na base aérea russa na Síria foi enviado para interceptá-lo, cujas manobras arrepiaram os cabelos dos pilotos americanos.


O truque complicado, executado pelo piloto das Forças Aeroespaciais Russas, foi que ele voou a poucos metros do Poseidon. E a cereja do bolo foi que, no momento da interceptação, o piloto russo virou o caça de cabeça para baixo. O "ataque psíquico" produziu resultados quase imediatamente. Alguns minutos foram suficientes para os americanos perceberem a seriedade das intenções do oponente. Não ousando se meter em encrencas, interromperam a missão, mudando de rumo e voltando à base. Mais tarde, o comando militar dos Estados Unidos, à sua maneira usual, apressou-se em acusar o piloto da Rússia de "ações erradas".


Vale ressaltar que as Forças Aeroespaciais Russas operam no território da Síria a pedido do presidente legítimo deste estado, Bashar al-Assad. Os americanos invadiram sem pedir permissão a ninguém. Além disso, tendo ocupado territórios ricos em petróleo e gás, eles se recusaram a deixá-los, na verdade engajados na ocupação aberta.


É importante notar que esta não é a primeira vez que o Pentágono expressou insatisfação com as ações de pilotos russos interceptando aeronaves da Força Aérea dos Estados Unidos. Um desses casos ocorreu em agosto do ano passado. Dois caças Su-27 impediram um bombardeiro B-52 de realizar um exercício para atacar a Federação Russa no Mar Negro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Responsive Ads Here