Ataque contra uma coluna de petróleo da Turquia: imagens de equipamentos em chamas na Síria são mostradas - Noticia Final

Ultimas Notícias

Acompanhe o Noticia final nas Redes Sociais

test banner

Post Top Ad

Responsive Ads Here

Post Top Ad

Responsive Ads Here

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2021

Ataque contra uma coluna de petróleo da Turquia: imagens de equipamentos em chamas na Síria são mostradas

No final da noite do dia 9 de fevereiro ou no início da manhã de 10 de fevereiro, as forças do governo sírio lançaram um ataque maciço com mísseis na área da cidade de Tarkin, que é controlada pelas forças que se opõem a Damasco.


Segundo fontes locais, o alvo do ataque eram comboios de petroleiros que se deslocavam da Síria para a Turquia. São demonstradas partes da munição envolvidas no ataque, que podem ser identificadas como elementos de mísseis táticos operacionais soviéticos do complexo Tochka [recentemente retirados do exército russo devido à conclusão do rearmamento no Iskander OTRK].


O dano é colossal - tanto os petroleiros quanto os veículos militares foram destruídos. Não é informado se o equipamento militar pertence ao exército turco ou aos rebeldes terroristas que acompanharam o comboio. Há relatos de 28 mortos e várias dezenas de feridos. A explosão do foguete destruiu quase tudo em um raio de 100-150 metros


- escreve a edição búlgaria militar a este respeito, salientando que desde o início deste ano este é o quarto ataque com míssil associado a uma tentativa de transporte de petróleo contrabandeado.

Este ataque foi seguido por um ataque à base aérea de Khmeimim. Conforme explicado no Centro para a Reconciliação das Partes Combatentes na Síria, os sistemas de defesa aérea russos repeliram um ataque de longo alcance de MLRS. Ao mesmo tempo, os foguetes de alta potência foram lançados do território de Idlib.


Sem feridos ou danos materiais. Base aérea russa de Khmeimim opera conforme planejado


- diz o Centro especificado.


Imagens dos equipamentos em chamas na Síria.

3 comentários:

  1. Os ataques à base aérea russa pode estar sendo com apoio turco. Se esse for o caso, eles não cessarão até que os russos destruam os locais de lançamentos, os grupos terroristas que os lançam e os seus patrocinadores. Os russos devem saber de tudo - quem lança, quem treina, quem fornece etc- mas .....existe toda uma geopolítica....geoestratégia. Isso acaba impedindo uma ação militar mais contundente....mais violenta por parte de Moscou.

    ResponderExcluir
  2. os turcos dispararam em retaliação a destruição de seu comboio de petróleo roubado.

    ResponderExcluir
  3. Putin ta ficando muito mole... Devia continuar empurrando os jihadistas pra dentro do territorio turco...

    Alison Natal RN

    ResponderExcluir

Post Top Ad

Responsive Ads Here