Caças Su-34 que chegaram à Síria bombardearam metade de Idlib em poucas horas - Noticia Final

Ultimas Notícias

Acompanhe o Noticia final nas Redes Sociais

test banner

Post Top Ad

Responsive Ads Here

Post Top Ad

Responsive Ads Here

segunda-feira, 22 de março de 2021

Caças Su-34 que chegaram à Síria bombardearam metade de Idlib em poucas horas

O Su-34 russo implantado há poucos dias na Síria destruiu as posições dos terroristas em Idlib.


Há poucos dias, soube-se que pelo menos quatro caças-bombardeiros Su-34 russos haviam chegado à Síria. Este último, como originalmente assumido, poderia ser usado para girar as forças na república árabe, no entanto, como se viu, estamos falando de fortalecimento. E algumas horas atrás, aviões de guerra russos realizaram vários ataques aéreos a posições jihadistas em Idlib...

No mapa apresentado, você pode ver as áreas em que os ataques violentos das Forças Aeroespaciais Russas foram infligidos. Aparentemente, a escolha foi feita em favor dos caças Su-34 não por acaso - os ataques foram realizados na fronteira sírio-turca e, obviamente, a Rússia esperava ações provocativas de Ancara, porém, as capacidades do mesmo Su -34 são suficientes para lidar com quase todas as aeronaves de combate em serviço nos países do Oriente Médio.

Vídeo 1

No vídeo apresentado, é possível ver a escala dos ataques dos caças russos Su-34 - segundo algumas fontes, a aviação militar russa eliminou até 40 militantes, enquanto o número de jihadistas feridos poderia até mesmo ter ultrapassado a marca de cem militantes.

Vídeo 2

Segundo uma das versões, os ataques dos caças-bombardeiros Su-34 também poderiam estar associados aos dados recentemente divulgados pelo Ministério da Defesa da Rússia de que está sendo preparada em Idlib uma provocação com o uso de substâncias tóxicas químicas, em conexão com isso, as posições dos militantes poderiam ser eliminadas por meio de ataques preventivos.

3 comentários:

  1. A Síria tem de recompor seu território e colocar ordem no ESTADO acabando com esses terroristas de vez.

    ResponderExcluir
  2. Na Síria existem poucos jihadistas e a maioria dos que lutam contra o regime legal de Assad ou roubam petróleo sírio pra comercializa-lo no câmbio negro são mercenários ianques e europeus pagos pelo Pentágono. As forças dos EUA, OTAN e Israel favorecem os terroristas e como são as principais causadoras dos problemas no Oriente Médio fatalmente, um dia, também terão que ser varridas do mapa pelos russos e seus colaboradores iranianos e sírios.Que seja logo e quando isto acontecer a Turquia abandonará a cena com o rabo entre as pernas porque necessita mais dos russos que dos estúpidos ladrões americanos e seus jagunços judeus e europeus.

    ResponderExcluir
  3. Muito improvavel a curto ou medio prazo uma reintegração síria sem uma ação forte e determinada de seu único aliado, a Rússia.

    Alison Natal RN

    ResponderExcluir

Post Top Ad

Responsive Ads Here