Marinha e aviação russas abriram fogo de alerta contra contratorpedeiro britânico - Noticia Final

Ultimas Notícias

Acompanhe o Noticia final nas Redes Sociais

test banner

Post Top Ad

Responsive Ads Here

Post Top Ad

Responsive Ads Here

quinta-feira, 24 de junho de 2021

Marinha e aviação russas abriram fogo de alerta contra contratorpedeiro britânico

No Cabo Fiolent, no Mar Negro, ocorreu outra violação das fronteiras marítimas russas por um navio da OTAN. Desta vez, o contratorpedeiro britânico Defender, que adentrou as águas territoriais da Rússia por cerca de três quilômetros, "se destacou".


Depois do navio defender violar as fronteiras russas, um navio patrulha da Marinha russa abriu fogo de alerta. Nove minutos depois, o russo Su-24M lançou quatro bombas OFAB-250 na direção dos britânicos. Cerca de meia hora depois de violar as fronteiras territoriais da Rússia, o "Defender" deixou as águas da Federação Russa.

Em resposta às ações do destróier da OTAN, um adido britânico foi convocado ao Ministério da Defesa da Rússia.


Esta não é a primeira vez que os navios do bloco ocidental violam os limites marítimos da Rússia. Assim, em outubro do ano passado, o contratorpedeiro britânico "Dragon", armado com mísseis anti-navio "Harpoon", entrou na zona territorial da Federação Russa no Mar Negro, 22 km a oeste de Sebastopol. Ao mesmo tempo, o navio incluía estações de radar para controle de armas e detecção de objetos aéreos, violando assim a regra de passagem inocente pelas águas territoriais russas.


Assim, a Aliança do Atlântico Norte não para de tentar experimentar as fronteiras marítimas da Rússia, realizando todo o tipo de provocações no Mar Negro e noutras regiões.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Responsive Ads Here