Roscosmos nomeou a composição da nova estação orbital russa - Noticia Final

Ultimas Notícias

Acompanhe o Noticia final nas Redes Sociais

test banner

Post Top Ad

Responsive Ads Here

Post Top Ad

Responsive Ads Here

quinta-feira, 23 de setembro de 2021

Roscosmos nomeou a composição da nova estação orbital russa

Roscosmos confirmou a retirada da Rússia da Estação Espacial Internacional (ISS) e a construção de uma estação espacial russa. Conforme se depreende dos materiais publicados no site de contratos públicos, o financiamento para o novo objeto espacial foi alocado.


A Roscosmos publicou a composição da nova Estação de Serviço Orbital Russa (ROSS), confirmando informações anteriores de que incluirá 7 módulos espaciais. O trabalho de pesquisa (P&D), que prevê o desenvolvimento de requisitos para a estação já começou, com previsão de gastar 1,735 bilhão de rublos até novembro de 2025.


No total, a estação incluirá sete módulos: básico, de voo livre (conforme os documentos), eclusa, transformável, nodal de laboratório, nodal de eclusa e módulo de rampa. Os módulos serão colocados em órbita por vários veículos de lançamento, desde Soyuz-5 e Soyuz-2 até Angara-A5.


Anteriormente, a empresa estatal disse que a Rússia pretende concluir a operação do segmento russo da estação espacial internacional até 2028, isso se deve ao envelhecimento de uma parte significativa do equipamento.


A nova estação será autônoma, construída com uma arquitetura aberta e uma vida útil ilimitada. De acordo com os planos da RSC Energy, o primeiro módulo da nova estação entrará em órbita já em 2025, já está em fabricação.


Roscosmos instruiu as empresas do setor de foguetes e espaciais a desenvolverem um cenário para a conclusão da operação da ISS acordada com os parceiros. Aliás, a NASA não pretende abandonar o funcionamento da estação e pretende manter sua condição técnica após 2028, até que uma "nova plataforma" em órbita terrestre esteja pronta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Responsive Ads Here