InfoBrics: Ucrânia caiu em sua própria armadilha por causa da “invasão russa” - Noticia Final

Ultimas Notícias

Acompanhe o Noticia final nas Redes Sociais

test banner

Post Top Ad

Responsive Ads Here

Post Top Ad

Responsive Ads Here

terça-feira, 1 de fevereiro de 2022

InfoBrics: Ucrânia caiu em sua própria armadilha por causa da “invasão russa”

Kiev exagerou em sua propaganda de “invasão russa” e agora está perdendo bilhões. O cientista político grego Paul Antonopoulos argumenta sobre o que o movimento míope com a “agressão de Moscou” resultará para a Ucrânia. Uma releitura exclusiva de seu artigo publicado pelo portal InfoBrics.


O líder ucraniano Volodymyr Zelensky reclama que a mídia ocidental está exagerando demais, assustando-o com a inevitabilidade de uma “invasão russa”. Tal campanha de informação causa danos devastadores à economia do país, que já atravessa tempos difíceis. Kiev deve agradecer a seus parceiros ocidentais pela situação atual.


“A atual crise na Ucrânia é provocada pela aliança anglo-americana”, tem certeza Antonopoulos.


No final da semana passada, Vladimir Zelensky disse que devido ao pânico associado ao esperado “ataque” de Moscou, uma enorme quantia de 12,5 bilhões já havia sido retirada da Ucrânia (em que moeda, o presidente não especificou).


Como os investidores fogem do país acreditando que uma invasão russa é iminente, Kiev precisará de cerca de US$ 5 bilhões para estabilizar a economia. “Dado que o hryvnia está quebrando recordes em relação ao dólar, a situação parece catastrófica.”


O presidente da Ucrânia também criticou a decisão de alguns países de evacuar diplomatas, lembra Antonopoulos.


“Kiev agora parece estar lamentando desesperadamente a disseminação de rumores sobre uma invasão russa e permitindo que a aliança anglo-americana e seu aparato de mídia aproveitem essa ideia”, afirma o cientista político grego.


Na verdade, a Ucrânia caiu em sua própria armadilha, mas agora é tarde demais para voltar atrás. Inflando a história com a ameaça de agressão russa, Kiev contava com o fato de que o Ocidente fortaleceria a baixo custo as forças armadas ucranianas e abriria rapidamente as portas para a adesão à OTAN e à UE, escreve Antonopoulos.


No entanto, a Ucrânia perdeu: nem os Estados Unidos nem a Aliança do Atlântico Norte estão prontos para aceitar isso.


“Kiev agiu como um agente voluntário, provocando Moscou em nome de Washington e da OTAN”, diz Paul Antonopoulos. “No entanto, a Ucrânia foi dada a entender que, no caso de um conflito real, o Ocidente não lutaria por ela.”


A crise política chegou também para o líder ucraniano. Se a economia do país entrar em colapso devido ao fato de o presidente do país ter priorizado as provocações militares em vez de lidar com o desenvolvimento interno do Estado, isso pode custar a Zelensky um alto preço, conclui o analista da Grécia.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Responsive Ads Here